Novembro 13, 2019

Login to your account

Username *
Password *
Remember Me

Create an account

Fields marked with an asterisk (*) are required.
Name *
Username *
Password *
Verify password *
Email *
Verify email *
Captcha *
Reload Captcha

Diretor da Risen Energy fala sobre a RN 482

Publicidade:

Ad Retang - Risen (Início: 18/10/2019)

Ad Retangular Spin (Início: 09/06/2019)

Dando sequência a uma série de depoimentos colhidos das principais empresas do setor solar no Brasil, conversamos com Fernando Castro, Vice-Diretor de Vendas da Risen Energy Brazil. Fernando é responsável pela estruturação do canal de vendas da empresa no Brasil. A Risen é um dos principais fabricantes mundiais de módulos fotovoltaicos e aposta forte no mercado brasileiro, acreditando que a fonte solar veio para ficar no Brasil. Artigos anteriores desta série: Fronius acompanha mudanças da RN 482 e O Brasil não é para principiantes: Energia solar sob o chapéu da incerteza

Opinião

Segundo dados recentes, geração fotovoltaica centralizada e a distribuída correspondem a 1,3% e 0,6%, respectivamente, do total da matriz energética do Brasil, o que significa muito pouco no todo. Assim sendo, acredito que as mudanças propostas pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) são equivocadas dos pontos de vista técnico e estratégico, indo ma contramão do mercado, pois estão superprotegendo as concessionárias e distribuidoras num mercado que é muito pequeno ainda (menos de 2% do total da geração de eletricidade do país).

Além disso, devemos considerar  que energia fotovoltaica aparece como a melhor alternativa ambiental para substituir fontes como  termoelétricas, carvão mineral e nucleares. As usinas fotovoltaicas têm um tempo de implantação pequeno (tipicamente menor do que dois anos) e podem ser muito vantajosas economicamente para o país, permitindo o rápido acréscimo da capacidade de geração de energia elétrica, enquanto usinas de outros tipos levam mais de 5 anos para sua construção. Além disso, os investimentos na geração solar podem ser feitos pela iniciativa privada, tornando desnecessários investimentos públicos.

Tendo em vista a situação e o histórico do setor elétrico brasileiro, quando ocorrer a esperada  retomada da economia e da indústria (a exemplo do que ocorreu nos apagões de 2001 e 2013), vai faltar energia elétrica e novas usinas precisarão ser construídas. O avanço da inserção da fonte solar, seja na geração distribuída ou na geração centralizada, pode reduzir os impactos do crescimento da economia sobre o setor elétrico, minimizando um novo risco de racionamento de eletricidade.

Embora eu reconheça que as regras para a geração solar tenham a necessidade de ser discutidas, penso que neste momento a discussão é inoportuna. Talvez faça sentido essa discussão no momento em que a geração fotovoltaica passar a representar mais de 10% do total da matriz de geração elétrica. No patamar atual, enquanto a fonte solar representa apenas 2% da geração total de eletricidade no Brasil, a discussão sobre as mudanças de regras para a geração distribuída (na qual a fonte solar predomina) me parece ser principalmente uma discussão com o objetivo de criar barreiras comerciais, totalmente fora de sintonia com a tendência mundial de incentivo à fonte solar.  

Enfim, espero o pessoal da ANEEL ouça os anseios da população e das empresas do setor de energia solar e tenham a necessária sabedoria para suspender essa  iniciativa de mudança fora de hora, dando lugar a uma discussão mais ampla e detalhada, levando em conta não somente aspectos financeiros, mas também ambientais e sociais, lembrando que o setor de energia solar fotovoltaica emprega muitas pessoas no Brasil. 

Contato

Fernando Castro
Risen Energy Brazil
Deputy Sales Director
+55-11-95266-2480
www.risenenergy.com


Publicidade:

Ad Retangular Minuzzi (Início: 11/04/2019)

Ad Retangular PROAUTO (Início: 09/06/2019)

Seja um parceiro do Canal Solar. Fale conosco:Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

Rate this item
(1 Vote)
Last modified on Quarta, 06 Novembro 2019 13:15
Canal Solar

Redação do Canal Solar

MAIS POPULARES

Estudo de Caso - Incêndio em inversor solar fotovoltaico

Estudo de Caso - Incêndio em i…

Maio 04, 2019 Rate: 5.00

"Telhadômetro" do Canal Solar

"Telhadômetro" do Ca…

Jun 16, 2019 Rate: 5.00

Curso Avançado de Projeto de Usinas Solares de Geração Distribuída até 5MW

Curso Avançado de Projeto de U…

Ago 01, 2019 Rate: 3.50

Avaliação prévia dos telhados antes da instalação dos sistemas FV

Avaliação prévia dos telhados …

Fev 01, 2019 Rate: 4.69

Entenda os otimizadores para sistemas fotovoltaicos

Entenda os otimizadores para s…

Abr 24, 2019 Rate: 5.00

ARTIGOS RECENTES

Efeito da temperatura nos módulos mono e policristalinos

Efeito da temperatura nos módu…

Nov 10, 2019 Rate: 5.00

Diretor da Risen Energy fala sobre a RN 482

Diretor da Risen Energy fala s…

Nov 06, 2019 Rate: 5.00

O Brasil não é para principiantes: Energia solar sob o chapéu da incerteza

O Brasil não é para principian…

Out 29, 2019 Rate: 5.00

Módulos monocristalinos vão dominar o mercado de energia solar

Módulos monocristalinos vão do…

Out 19, 2019 Rate: 5.00

Dimensionamento de cabos e proteções em sistemas fotovoltaicos

Dimensionamento de cabos e pro…

Out 16, 2019 Rate: 0.00

CURSOS

© 2019 Canal Solar | Todos os direitos reservados | Reprodução proibida