25 de fevereiro de 2021
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 3,28GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 4,86 GW

Setor solar continuará crescendo apesar das incertezas na economia

Eduardo Villas Boas, diretor comercial da Go Solar, analisa crescimento do mercado fotovoltaico

Autor: 26 de janeiro de 2021fevereiro 1st, 2021Brasil
Setor solar continuará crescendo apesar das incertezas na economia

O governo não deverá fazer grandes alterações no modelo que existe hoje sobre a geração de energia solar distribuída no país. É o que analisa Eduardo Villas Boas, diretor comercial da Go Solar, distribuidora de equipamentos fotovoltaicos.

“É um investimento rápido do mercado privado e que o governo não conseguiria investir no tempo necessário no caso de uma retomada da economia em níveis que todos nós queremos. Além de ser uma fonte limpa, barata e renovável”, destaca o executivo.

“A solução de geração de energia solar é ótima para residências, comércio, indústria e agronegócio”, acrescenta Villas Boas. 

Segundo o executivo, dois fatores que podem trazer o crescimento para o setor são as linhas de crédito aos consumidores com melhores taxas e a recente desvalorização no custo da tecnologia.

Villas Boas ainda comenta que é cedo para apurar como o mercado vai se desenvolver durante o ano e que esta movimentação dependerá de fatores políticos e econômicos que foram impactados pela pandemia.

“Além de toda a parte produtiva que foi afetada pela pandemia. É um cenário novo para todos e que devemos analisar todos os dias para ajustar as ações”, comenta.

Mesmo em meio à pandemia, a Go Solar registrou um bom ano.  Segundo Villas Boas, o resultado positivo foi devido à evolução do mercado fotovoltaico registrada no segundo semestre de 2020.

Segundo o executivo, a empresa conseguiu bater suas metas com o desenvolvimento de um projeto próprio de estruturas para suporte dos módulos, conseguindo mais flexibilidade para os integradores.

Além disso, Villas Boas destaca as parcerias firmadas com as fabricantes de inversores fotovoltaicos Fronius e a Solis no ano passado. “Esse resultado mostra a confiança que conquistamos num curto período de tempo, além de centenas de projetos menores, o que mostra nossa capacidade de atendimento e logística”, conclui.

Julio Afonso

Julio Afonso

Comentar