18 de agosto de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5,61GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 12,3W

Tauro garantem máxima performance para sistemas em ambientes adversos

O superaquecimento e o derating por temperatura ocorrem por vários motivos

Autor: 18 de julho de 2022Artigos técnicos
Tauro garantem máxima performance para sistemas em ambientes adversos

Superaquecimento e o derating por temperatura ocorrem por vários motivos; entenda

Pensando sempre no melhor rendimento da geração, os inversores Tauro possuem uma rápida adaptação de acordo com as mais diferentes necessidades de cada instalação fotovoltaica, podendo assim ser aplicados em diferentes situações e topologias.

Todas as máquinas, sejam inversores centrais ou de strings, trabalham sempre com potência máxima e com uma temperatura limite determinada pelo fabricante.

Acima de uma determinada temperatura, esses dispositivos podem ser desligados temporariamente ou funcionar com potência reduzida para evitar possíveis danos aos componentes eletrônicos mais sensíveis, evitando reduzir a sua vida útil.

O problema pode estar ligado a uma série de fatores, como por exemplo o temperature derating, ou desclassificação por temperatura do inversor.

O que é temperature derating?

O temperature derating pode ser descrito como uma limitação da potência de saída do inversor, com o objetivo de realizar a proteção do mesmo caso haja temperatura excessiva no local em que ele foi instalado. É comum nos depararmos com o seguinte gráfico em um datasheet de Inversores fotovoltaicos.

Possíveis causas

O superaquecimento e o derating por temperatura ocorrem por vários motivos, incluindo:

  • Local da Instalação: com relação ao local de instalação do inversor, um cuidado redobrado deverá ser seguido, pois a temperatura cumpre papel importantíssimo no funcionamento do equipamento. Locais isolados, confinamento, incidência direta de sol ou mesmo o acúmulo de inversores no mesmo local, pode causar o sobreaquecimento dos mesmos;
  • Oversizing: com o sobrecarregamento do lado CC do inversor, fruto do uso da maior quantidade de módulos, o oversizing garante maior geração de energia ao longo do dia, porém requer mais robustez do inversor;
  • Ventilação passiva: caso o inversor não possua um sistema de refrigeração, este poderá aquecer além do recomendado, causando a redução de sua potência de saída principalmente nos momentos de maior geração do dia.

Uma inspeção no local pode ser necessária para determinar se a função de redução é acionada ocasionalmente ou devido a um problema. É por isso que primeiro precisamos entender como funciona o processo de desclassificação para fazer um diagnóstico adequado.

A figura abaixo mostra um exemplo de curva de redução de potência para um inversor central. A fim de evitar o superaquecimento de seus componentes, o inversor controla a potência de saída de acordo com a temperatura de operação.

Além de reduzir a potência para reduzir a temperatura interna dos componentes, o gerenciamento térmico também pode acionar os ventiladores, se houver. Estes são chamados de inversores com refrigeração forçada ou ventilação ativa.

Quando os inversores não possuem tal tecnologia, são chamados de inversores com resfriamento por convecção natural.

Solução de ventilação ativa dos inversores Tauro

A respeito da ventilação ativa, este é tratado como um sistema de refrigeração maintenance-free, ou seja, no qual não há a necessidade obrigatória de manutenções periódicas. Além do resfriamento ativo, o Fronius Tauro possui isolamento de parede dupla.

Essa combinação permite que a temperatura interna e a temperatura de componentes eletrônicos sensíveis sejam mantidas em patamares muito mais baixos, mesmo sob calor extremo.

Devido a este inovador sistema de refrigeração, o Fronius Tauro pode oferecer desempenho máximo em uma temperatura ambiente de até 50 ° C. Isso, por sua vez, tem um efeito positivo no desempenho total do sistema fotovoltaico, bem como na vida útil da eletrônica de potência.

Este sistema de resfriamento ativo oferece uma vantagem particular em relação aos custos de OPEX, pois, ao contrário de alguns outros sistemas de resfriamento, não há intervalos de manutenção prescritos que exijam a atenção de especialistas específicos. Todas as vantagens da ventilação ativa também foram tratadas no seguinte artigo: Ventilação ativa dos inversores fotovoltaicos.

Quais são as vantagens da ventilação ativa?

Podemos concluir, portanto, que as principais vantagens de um sistema de ventilação ativa são:

  • Vida útil mais longa
  • Maior rendimento
  • Flexibilidade no projeto do sistema
  • Instalação simples e flexível
  • Baixo custo de manutenção

Solução Double Wall System

Na Fronius, chamamos esse sistema de isolação de duas camadas de Double Wall System, que é um sistema inovador de isolamento de parede dupla na parte frontal do equipamento. Combinado com a tecnologia de resfriamento ativo, o Fronius Tauro pode oferecer potência máxima até 50 °C, mesmo sob luz solar direta.

O sistema de refrigeração, portanto, não só garante uma vida útil mais longa dos componentes e do dispositivo, mas também funciona em conjunto com o sistema de parede dupla para proporcionar o máximo desempenho do sistema mesmo sob temperaturas muito elevadas.

Davi Edson

Davi Edson

Formado em engenharia de Elétrica pela Universidade Nove de Julho. Atua como engenheiro de aplicação em inversores fotovoltaicos pela Fronius do Brasil.

Um comentário

  • Ivan Gomes Gouveia disse:

    Por isso montei meu sistema ativo em dois Growatt, quando a temperatura do inversor chega nos 50 graus liga as ventoinhas mantendo sempre abaixo disso. Nuna mais tive desligamento por temperatura.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.