2 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Michael Bloomberg anuncia compromisso com Brasil para eliminar carvão

COP-27: Bloomberg Philanthropies visa reduzir barreiras políticas, técnicas e financeiras para a transição energética

Autor: 11 de novembro de 2022novembro 14th, 2022Brasil
4 minutos de leitura
Michael Bloomberg anuncia compromisso com Brasil para eliminar carvão

Michael R. Bloomberg durante a COP-27. Foto: Ahmed Mahmoud

Durante a COP-27, Michael R. Bloomberg, enviado especial das Nações Unidas para Soluções Climáticas e Ambição, anunciou uma abordagem expandida que apoiará uma atuação em duas frentes da Bloomberg Philanthropies para ajudar o mundo a reduzir as barreiras políticas, técnicas e financeiras para a transição de energia através de:

  1. Políticas avançadas e capacidade de expansão: trabalhando com governos nacionais e locais em todo o Sul Global para desenvolver planos de transição energética, implementar políticas públicas necessárias e fornecer as habilidades e treinamento para acelerar o desenvolvimento energético, energia limpa e eliminar o uso de combustíveis fósseis;
  2. Mobilização de capital para o desenvolvimento de energia limpa: parceria com a Glasgow Finance Alliance for Net Zero (GFANZ) para ajudar a mobilizar o fluxo de capital privado para projetos de transição de energia limpa em mercados emergentes e países em desenvolvimento.

“Vimos que é possível expandir o acesso à energia limpa e acessível e reduzir as emissões de carbono ao mesmo tempo. Ajudamos a fechar mais de dois terços das usinas de carvão nos Estados Unidos e aposentar mais da metade na Europa”, disse.

“Temos que fazer progressos como este em todo o mundo. Faça isso e supere os obstáculos que impedem o investimento requer a colaboração de governos, empresas e entidades filantrópicas”, ressaltou Bloomberg.

Ele também anunciou um compromisso mais amplo de eliminar o carvão nas economias emergentes, trabalhando lado a lado com os governos do Brasil, Colômbia e México. Da mesma forma, trabalhará diretamente com países de outras regiões, incluindo Egito, Marrocos, Nigéria, Filipinas, África do Sul e Turquia.

“Para atingir zero emissões até meados do século, precisamos mobilizar uma quantidade significativa de capital privado para energia limpa e aposentadoria acelerada e responsável do carvão”, disse Mark Carney, co-presidente da GFANZ e enviado especial da ONU para Ação, Clima e Financiamento.

“Esta parceria – que combina o potencial catalítico da filantropia com a experiência financeira e o alcance da GFANZ – pode ajudar a desbloquear o financiamento na escala necessária para apoiar as transições energéticas de mercados emergentes e economias em desenvolvimento”, enfatizou.

O planejamento baseado em dados e políticas públicas sólidas são cruciais para liberar o potencial da energia limpa no Sul Global. Em 25 países, incluindo o México, a Bloomberg Philanthropies trabalhará com a Sustainable Energy for All e outros parceiros para apoiar os países no desenvolvimento de planos de transição energética para garantir o acesso universal à energia de emissão zero até 2030.

Este trabalho se concentrará em ajudar a semear a governança, dados e infraestrutura local necessária para pavimentar o caminho para um futuro de energia limpa:

  1. Trabalhar com governos nacionais e locais para ajudar a superar as barreiras políticas à aposentadoria antecipada de usinas de carvão e acelerar a implementação de planos de transição de energia limpa justos e equitativos;
  2. Aumentar as oportunidades de treinamento e desenvolvimento técnico trabalhando com organizações locais, pequenas empresas e universidades;
    Acesso a dados sobre a transição para energia limpa para acompanhar o progresso, avaliar e planejar o crescimento futuro.

Mary Schapiro, vice-presidente da GFANZ, acrescentou que estão comprometidos com uma transição de toda a economia para o zero líquido, apoiada por caminhos e políticas setoriais, países e no apoio à eliminação gradual de ativos de alta emissão, incluindo carvão.

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020. Atualmente, é Analista de Comunicação Sênior do Canal Solar e possui experiência na cobertura de eventos internacionais.