Brasil alcança 2 GW em energia solar distribuída

Mudanças propostas na resolução podem dificultar ou mesmo inviabilizar o avanço da energia solar

Quem poderia dizer, alguns anos atrás, que um dia chegaríamos a essa marca no Brasil? Nosso país tem hoje 2 GW de sistemas fotovoltaicos de geração distribuída. O brasileiro aprendeu a usar a energia solar e não quer mais parar!

A energia solar surgiu timidamente no país pelos idos de 2012, ano em que foi promulgada a famosa Resolução Normativa 482 da ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica. Essa mesma resolução é hoje o centro de um debate acalorado que alcança todo o país.

Mudanças propostas na resolução podem dificultar ou mesmo inviabilizar o avanço da energia solar, essa fonte renovável que é tão importante para o desenvolvimento do país. O Brasil precisa de energia e a fonte solar tem muito a oferecer. A energia solar é limpa, barata e inesgotável.

Apesar das opiniões negativas que possam existir sobre a energia solar, ela veio para ficar e não para de crescer. Por incrível que pareça há quem questione a viabilidade e os benefícios da energia solar fotovoltaica, mesmo diante de tantas vantagens evidentes.

Só não enxerga os benefícios da fonte solar quem não quer. Num mundo em que ainda existem pessoas que duvidam que a Terra é redonda, não poderiam faltar pessoas contrárias à exploração da energia do Sol – seja por ignorância, seja por causa de interesses econômicos e políticos.

Segundo informações divulgadas esta semana pela ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica) a fonte solar fotovoltaica representa quase a totalidade das instalações de geração distribuída no Brasil. Existem hoje mais de 171 mil sistemas fotovoltaicos conectados à rede elétrica, que representam um montante de negócios que ultrapassa a marca dos R$ 10 bilhões.

Os consumidores residenciais representam cerca de 72% do total de sistemas fotovoltaicos instalados. As pessoas jurídicas, principalmente nos setores de comércio e serviços, representam 18%. Propriedades rurais, indústrias e órgãos públicos representam, respectivamente, aproximadamente 6%, 3% e 0,5% do total de sistemas solares de geração distribuída instalados no país.

Fontes: Redação do Canal Solar e ABSOLAR.

Imagem de Redação do Canal Solar
Redação do Canal Solar
Texto produzido pelos jornalistas do Canal Solar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal