Cemig cria ferramenta para disponibilizar novas conexões fotovoltaicas de GD

A Cemig destaca ainda que a plataforma possibilita aos mineiros localizar pontos com maior viabilidade técnica, menor custo
2 minuto(s) de leitura

A Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais) lançou na última segunda-feira (29) o Mapa de Disponibilidade, uma ferramenta online que sinaliza as conexões fotovoltaicas de geração distribuída no estado.

Segundo a companhia, a empresa que pretende instalar pequenas usinas solares no estado mineiro poderá entrar no site da Cemig e conferir os pontos de capacidade da rede elétrica de uma determinada região.

“Minas Gerais acaba de dar um grande passo em mais um processo de simplificação. O Mapa de Disponibilidade vai facilitar a vida de quem quer empreender no estado. Além de desburocratizar, queremos gerar cada vez mais empregos e renda”, destacou Romeu Zema, governador de Minas Gerais.

A Cemig destaca ainda que a plataforma possibilita aos mineiros localizar pontos com maior viabilidade técnica, menor custo e prazo para conexão. “O retorno nos casos em que não houver disponibilidade de rede, por exemplo, o empreendedor terá uma sinalização pelo próprio sistema da necessidade de obra, a dimensão dela e os eventuais prazos estimados para que ela aconteça”, explicou Fernando Passalio, secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico de MG.

A iniciativa reduz um processo que durava até 60 dias e era feito por meio de requerimento e respondido com base em estudo elaborado de cada caso.

Minas lidera ranking estadual de GD

Dados da ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica) apontam Minas Gerais na primeira colocação no ranking de geração distribuída, com 562,5 MWp – o que representa 19,8% de todo o território nacional. O estado conta também com mais de 40 mil unidades conectadas a sua rede de distribuição.

Mais empregos em MG

De acordo com levantamento da FIEMG (Federação das indústrias de Minas Gerais), para cada gigawatt de energia instalado no estado, a estimativa é de que 18 mil empregos formais são gerados e cerca de R$ 874 milhões são incorporados no PIB mineiro. Segundo a instituição, nos próximos três anos, 134 mil novos postos de trabalhos podem ser criados no estado com investimento em energia renovável.

Imagem de Mateus Badra
Mateus Badra
Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal