Deye reforça sua presença no mercado de armazenamento de energia

Fabricante disponibiliza uma linha completa de baterias e inversores híbridos
4 minuto(s) de leitura
Deye reforça sua presença no mercado de armazenamento de energia
Soluções de armazenamento de energia da empresa. Imagem: Deye/Divulgação

O Brasil, com seu crescente potencial por fontes de energia limpa, abriu um caminho para uma nova era de soluções energéticas inteligentes e ecologicamente conscientes, principalmente as soluções de armazenamento de energia.

E é neste que a Deye vem se estabelecendo no mercado de armazenamento de energia, oferecendo uma série de baterias de lítio e inversores híbridos para diversos tipos de instalações.

A fabricante possui uma linha de sistemas de armazenamento de energia com mais de 25 modelos de baterias, cada uma projetada para atender às demandas específicas dos consumidores.

Uma das soluções apresentadas é a BOS G, solução modular seriável, com cada módulo tendo uma capacidade de 5,12 kWh. Segundo a empresa, o grande destaque dessa solução é sua flexibilidade, podendo montar bancos de 20,4 kWh a 982 kWh por inversor. Quando em paralelo, podem chegar a mais de 5 MWh por sistema.

“Essa característica permite que ela atenda a uma ampla gama de necessidades, desde pequenos sistemas de armazenamento comerciais até projetos industriais em larga escala”, informou a Deye ao Canal Solar.

Além disso, a fabricante afirmou que a BOS G tem uma vida útil projetada de 15 anos e é capaz de operar em temperaturas que variam de -20ºC a 55ºC, com um DOD de 90%. “Isso significa que ela pode ser utilizada em diferentes condições ambientais e proporcionar uma alta eficiência energética”, acrescentou a companhia.

A Deye destacou ainda que uma das vantagens adicionais da BOS G é a capacidade de monitoramento, controle e atualização da bateria, que oferece mais conforto e segurança no gerenciamento da instalação, permitindo ajustes conforme necessário ao longo do tempo.

Quanto à segurança, a fabricante garantiu que BOS G possui certificações internacionais, como CE, IEC e UL, atendendo aos padrões de qualidade e segurança exigidos pelo mercado.

Já as baterias em baixa tensão, como a RW-M6.1-B(LV), a Deye informou que elas oferecem energia total de 6,14 kWh, com uma tensão nominal de 51,2 V. A fabricante ainda disse que elas podem descarregar continuamente 100 A, com um pico de 150 A em até dois minutos, o que as torna capazes de lidar com demandas elevadas.

“O gabinete da RW foi projetado para atender ao grau de proteção IP65. Com um peso de apenas 60 kg, é possível montá-la na parede, proporcionando uma solução compacta e ideal para ambientes residenciais”, comentou a Deye.

“Uma vantagem adicional da RW é sua capacidade de monitoramento abrangente. É possível acompanhar os níveis de tensão, corrente, temperatura e outros parâmetros importantes. Além disso, seu BMS trabalha ativamente para manter o equilíbrio das células, prolongando a vida útil da bateria para até 6000 ciclos de carga e descarga”, acrescentou.

Outro modelo disponibilizado pela Deye é a SE-G5.1Pro-B, que é uma versão para rack de bateria low voltage, mantendo os 51,2 V de tensão nominal. “Com uma capacidade de descarga de 100 A, ela oferece a flexibilidade de ser paralelizada com até 64 módulos de bateria, totalizando aproximadamente 327 kWh de energia. Essa modularidade simplifica a expansão dos sistemas, tornando-os mais versáteis e escaláveis”, informou.

“Com uma vida útil estimada em mais de 10 anos e um DOD de 90%, a SE-G5.1Pro-B é uma opção durável e confiável. Sua classificação IP20 a torna ideal para uso em ambientes internos”, acrescentou.

E, para operar em conjunto com baterias de vários níveis de tensão, a Deye oferece uma linha completa de inversores híbridos. De acordo com a companhia, estes inversores são ideais para locais com instabilidade na rede elétrica da concessionária ou onde o controle da demanda de potência seja necessário.

Em seu portfólio, a companhia disponibiliza modelos monofásicos que variam de 3 kW a 16 kW e modelos trifásicos que variam de 5 kW a 50 kW.

Outro ponto destacado pela fabricante é que as baterias contam com um sistema de monitoramento, com isso é possível acompanhar o desempenho das células, a tensão, a corrente, a temperatura e até mesmo a proteção contra surtos através do BMS (battery management system), garantindo um controle preciso e uma operação segura.

Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

Imagem de Ericka Araújo
Ericka Araújo
Head de jornalismo do Canal Solar. Apresentadora do Papo Solar. Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT e o Prêmio FEAC de Jornalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal