19 de janeiro de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.63GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 8,75GW

Empresas do setor solar adotam ações de contingência contra avanço da Covid-19

A empresa enviou ainda cadeiras ergonômicas e equipamentos de TI para a residência dos funcionários

Autor: 18 de junho de 2020março 18th, 2021Brasil
Empresas do setor solar adotam ações de contingência contra avanço da Covid-19

Desde que foi decretada a quarentena no Brasil, empresas do setor de energia solar estão adotando ações de contingência contra o avanço da pandemia de coronavírus. Muitos funcionários, por exemplo, foram trabalhar em home office, e os que atuam em áreas de operação e logística as indústrias redobraram as medidas sanitárias.

A Go Solar, unidade de negócio voltada para o segmento fotovoltaico da Golden Distribuidora, conta com 200 funcionários, sendo que 170 deles foram direcionados para trabalhar em casa, especialmente os que utilizam transporte público e os que fazem parte ou possuem familiares no grupo de risco. Os outros 30 que ficaram nas áreas de operação e logística, a empresa reforçou o uso do álcool em gel em todas as mesas, a higienização das mãos, abriu janelas e desligou o sistema de ar condicionado.

“O início influenciou um pouco mais na parte psicológica das pessoas de adaptação ao momento, da nova realidade onde tudo é diferente e da ansiedade de não saber o que viria pela frente. Mas com o passar dos dias, fomos nos organizando melhor, a ansiedade baixou e o dia a dia entrou em um novo momento”, ressaltou Davi Saadia, CEO da Golden Distribuidora e da Go Solar.

A Golden Distribuidora registrou apenas um caso de Covid-19 entre os funcionários que ficaram no escritório. “Diagnosticamos muito rapidamente. A pessoa ficou isolada pelo período orientado pelos médicos e já está apta ao trabalho normalmente”, disse Saadia.

A Fronius, empresa que se dedica a soluções inovadoras nos segmentos energia solar, carregadores de bateria (automotivo e tracionário) e tecnologia de soldagem, também adotou medidas de prevenção contra a Covid-19.

Desde o dia 19 de março, eles decretaram home office integral para todos os colaboradores que possuem atividades que podem ser realizadas à distância, com exceção daqueles que trabalham nas áreas de operação logística e reparo. Foram redobradas as medidas de segurança com a adoção do uso de máscara, álcool em gel e intensificação da rotina de limpeza das instalações, além da garantia do distanciamento social necessário em todos os momentos do dia.

A empresa enviou ainda cadeiras ergonômicas e equipamentos de TI para a residência dos funcionários, onde todos estão recebendo o apoio técnico necessário para a realização de suas atividades. Diariamente, o time de liderança realiza também reuniões online para tomada de decisão e criação de planos de ação.

“Continuamos em nossa missão de sermos um Great Place to Work, por isso, colocamos nossas pessoas e sua segurança em primeiro lugar. Desde o início da pandemia, atuamos com muita responsabilidade para garantir a integridade de nossos colaboradores, familiares e parceiros e não perder nossa essência de união e trabalho em equipe”, conclui Monalisa Gomes, diretora-executiva da Fronius do Brasil.

18-06-20-canal-solar-Empresas_do_setor_solar_adotam_ações_de_contingência_contra_avanço_da_Covid-19.jpgMonalisa Gomes, diretora-executiva da Fronius do Brasil, trabalhando em home office

Mais ações

A BYD, fabricante global de baterias de lítio-ferro e de veículos elétricos e plug-in, vem seguindo também essa curva de prevenção frente ao coronavírus. Entre as diversas medidas que estão sendo tomadas, a empresa está realizando uma triagem com aferição de temperatura na entrada dos turnos, fazendo treinamento setorial – alertando sobre os cuidados para se prevenir – bem como os cuidados com higienização, utilização de máscaras e envio de informações no mural online.

Quarentena abre portas para cursos online

Devido à quarentena causada pela pandemia de coronavírus, empresas do setor de energia solar estão realizando cursos online para manter o conteúdo das aulas que estavam sendo feitas presencialmente. Como é o caso do Canal Solar, que, além de promover ações de contingência contra a Covid-19, como a adoção de home office para os colaboradores, está disponibilizando aulas no formato virtual e ao vivo.

“Colocamos em primeiro plano a segurança de nossos colaboradores e clientes. Fizemos uma consulta com nossos alunos e muitos gostaram da ideia dos cursos online em tempo real, garantindo a interação com os professores por meio de nossa plataforma digital. Existe sim ainda um grande público que quer os cursos presenciais. Acreditamos nisso e iremos retomar com essa modalidade quando as questões de saúde permitirem. Porém, existe um público que consegue se adaptar bem ao online e aprender à distância”, disse Bruno Kikumoto, diretor do Canal Solar.

Kikumoto destacou ainda a frequência da realização dos webinários, que foram intensificados para os alunos e clientes terem um contato mais próximo com profissionais de destaque do setor. “O pessoal tem dado bastante feedback positivo para a gente, dizendo que estão sempre esperando, às terças e quintas à tarde, os webinários”, enfatizou. 

Outra ação que a empresa vem promovendo é o desconto em todos os cursos, tendo em vista o cenário de crise que o país vive. “Vemos que o faturamento de algumas empresas acabaram caindo. Além disso, temos uma grande parcela de alunos que são profissionais autônomos. Então, entendendo esse cenário, começamos a ofertar um desconto de 30% nos nossos cursos. Até, dependendo da programação de alguns alunos, que se programaram a médio e longo prazo, ofertamos 50% de desconto. Basicamente, estamos ajustando as nossas operações e a oferta dos nossos serviços para que eles possam se adequar a essa nova realidade”, concluiu Kikumoto.

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de um ano, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.
Comentários repetidos (spam), escritos em letras maiúsculas e/ou tiverem links serão automaticamente rejeitados.