1 de agosto de 2021

Carrinho

Energia solar irá abastecer 33 estações de tratamento de água da Sabesp

BID concedeu um financiamento de R$ 950 milhões para a companhia incorporar a fonte fotovoltaica

Autor: 4 de janeiro de 2021Brasil
Energia solar irá abastecer 33 estações de tratamento de água da Sabesp

O BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) anunciou que concedeu financiamento de R$ 950 milhões de reais à Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), considerada a maior empresa de água e saneamento da América Latina.

Segundo o BID, serão dois financiamentos. O primeiro, de 14 anos, apoiará os investimentos da Sabesp para a incorporação de energia solar nas estações de tratamento existentes da mesma, além de obras que contribuirão para a descontaminação do Rio Pinheiros.

Ao total, serão instalados 73 MW de potência em 33 das estações de tratamento de água. A expectativa é que o projeto crie aproximadamente 700 empregos diretos e indiretos. Esta capacidade de autogeração de energia elétrica será a primeira construída e operada pela Sabesp com fontes renováveis.

De acordo com a companhia, a energia gerada será suficiente para suprir 4,5% de toda eletricidade consumida pela Sabesp ou 60% de toda a energia elétrica consumida em baixa tensão.

O programa já está em fase de implantação, com a maioria das plantas contratadas com a previsão de início de operação até 2022.

A Sabesp informou ainda que analisa a implantação de usinas fotovoltaicas em estruturas flutuantes e a geração de energia centralizada na posição de autoprodutor de energia.

“Ao investir nesses potenciais de geração de energia limpa e renovável, contribuímos com a preservação do meio ambiente ao evitar a emissão de toneladas de CO2 na atmosfera”, disse a empresa em nota.

“Na prestação dos serviços de saneamento básico, o consumo de energia é extremamente relevante, principalmente nas estações de bombeamento de água e esgoto, representando uma das maiores despesas das empresas desse setor. Essa energia, consumida a partir do SIN (Sistema Interligado Nacional), já tem cerca de 83% de origem em fontes renováveis”, ressaltaram.

A fim de amenizar o impacto desse elevado consumo de energia, uma das ações da companhia para ampliação das renováveis na sua matriz energética é o aproveitamento dos potenciais de geração de energia elétrica em projetos solares ou no aproveitamento do potencial hidráulico das – CGHs (Centrais de Geração Hídricas).

2º financiamento

Já com relação ao segundo financiamento concedido pelo BID, o prazo será de 10 anos e os recursos serão utilizados para refinanciar uma parte da dívida da Sabesp em moeda estrangeira, reduzindo assim sua exposição geral ao câmbio.

Mateus Badra

Mateus Badra

Trabalhou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de um ano, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar