25 de fevereiro de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,8GW

Energia solar permite que povoado tenha acesso à eletricidade pela 1ª vez

Chegada da energia elétrica está permitindo que moradores de comunidade quilombola tenham melhor qualidade de vida

Autor: 4 de agosto de 2023agosto 7th, 2023Brasil
2 minutos de leitura
Energia solar permite que povoado tenha acesso à eletricidade pela 1ª vez

Moradores do povoado de Pixaim passaram a ter acesso à energia elétrica. Foto: Ascom Equatorial

A comunidade quilombola Pixaim, em Piaçabuçu, no interior do Estado de Alagoas, esperou mais de 100 anos pela chegada da energia elétrica no povoado, que é o último território banhado pelas águas do Rio São Francisco. 

Neste segundo semestre, o problema foi enfim resolvido com a instalação de sistemas de energia solar com baterias. Em toda história do município, seus habitantes sempre tiveram no candeeiro e no vale as principais fontes de luz durante à noite. 

As ações fazem parte do projeto E+Comunidades Solares, da Equatorial Alagoas. O programa beneficia famílias em situação de vulnerabilidade com a implementação de sistemas fotovoltaicos.

Além da chegada da iluminação, a concessionária também doou geladeiras novas, que possibilitam que os moradores armazenem alimentos e tomem água gelada, por exemplo. A doação é fruto de uma parceria com a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Em 2005, o Pixaim foi certificado como remanescente de quilombo pela Fundação Cultural Palmares. Atualmente, 43 famílias moram no local. 

Qualidade de vida

Com a chegada da energia elétrica gerada a partir dos sistemas fotovoltaicos, a comunidade ainda está se acostumando com as situações do dia-a-dia, como ter lâmpadas acesas e geladeira em casa.

Um dos beneficiados pelo projeto fotovoltaico é o pescador Edilson dos Santos. Morador da comunidade há 14 anos, ele conta sobre as dificuldades que sempre teve para armazenar os alimentos e da expectativa com a chegada da energia elétrica na comunidade.

“Perdia muito produto pela dificuldade de armazenamento e muitas vezes nem tinha dinheiro para comprar o gelo. Nosso produto acabava perdendo o valor por não ser fresco. Mas, agora com a chegada da energia vai ser diferente, vamos ter mais valor no pescado, que é a nossa fonte de renda”’, disse ele.

Alexandra Sales, é outra moradora que será beneficiada pelo projeto. Ela conta que vivia sem expectativa de ter energia na comunidade e que hobbies, como o de assistir a uma simples televisão, por exemplo, era uma realidade distante para ele e para toda família.

 “Meus filhos e netos estão tendo a oportunidade de assistir um desenho pela primeira vez. É algo inexplicável. Vocês não têm noção da felicidade que estamos sentindo agora”, disse ela.

Henrique Hein

Henrique Hein

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como repórter do Jornal Correio Popular e da Rádio Trianon. Acompanha o setor elétrico brasileiro pelo Canal Solar desde fevereiro de 2021, possuindo experiência na mediação de lives e na produção de reportagens e conteúdos audiovisuais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.