21 de abril de 2021
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 3,29 GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 5,35 GW

Carrinho

Estudo aponta cidades que mais investem em renováveis no Brasil

Balanço da REN21 indica também que o país liderou os aportes em energias limpas e sustentáveis na América Latina

Autor: 26 de março de 2021março 29th, 2021Brasil
Estudo aponta cidades que mais investem em renováveis no Brasil

Belo Horizonte (MG) é a 9ª cidade do ranking municipal de GD (geração distribuída) fotovoltaica com 30 MW de potência – o que representa 0,6% da capacidade instalada no Brasil. Ademais, o município é considerado um dos que mais investem em renováveis em território nacional. 

É o que apontou a edição de 2021 do Relatório de Status Global de Energias Renováveis nas Cidades da REN21, principal balanço dos esforços de transição energética das cidades em todo o mundo.

De acordo com o estudo, BH estabeleceu o compromisso de emissão zero em 2020, assim como Cáceres (MT) e Itu (SP), que também atingiram 100% de suas metas para renováveis em prédios e operações municipais no ano passado. 

Ao total, a pesquisa indicou que 13 municípios tem metas ou políticas de energia limpa no Brasil. Apesar de ser considerado um nível baixo, isso cobre 51,6 milhões de pessoas – 28% da população urbana do Brasil.

Curitiba (PR), Palmas (TO) e Recife (PE) também têm metas para neutralizar as emissões de carbono, mas para anos posteriores (2030, 2022 e 2037, respectivamente).

Entre os outros destaques, estão Uberlândia (MG) – que quase triplicou sua capacidade solar fotovoltaica entre meados de 2019 e 2020, para quase 50 MW, e São Paulo (SP), que aderiu à tendência global de mobilidade elétrica – em 2019, por exemplo, o governo municipal integrou 15 ônibus elétricos à sua frota e definiu que estes sejam abastecidos por energia solar.

Leia mais: Vendas de VEs devem ultrapassar as de carros a combustão até 2035

América Latina

O levantamento da REN21 apontou ainda que na América Latina o investimento em capacidade de energia renovável cresceu significativamente de 2019 para 2020. A alta registrada foi de 43%. 

Segundo o estudo, o Brasil, considerado o maior mercado dessa região, dominou os aportes, com um aumento de 74%, acumulando US$ 6,5 bilhões.

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Experiência como produtor, repórter e apresentador em diferentes veículos de comunicação: mídia impressa, online e televisiva.

Um comentário

Comentar