Helexia fecha acordo com Comerc Energia para fornecimento de 90 MW no Brasil

O investimento será destinado a projetos de GD (geração distribuída) por um período de 20 anos
As usinas serão instaladas nos estados brasileiros de Mato Grosso do Sul, Ceará e Pernambuco. Foto: Freepik

A Helexia, subsidiária da Voltalia Energia, dedicada ao setor de energias renováveis, assinou contrato com a Comerc Energia, que atua em soluções de gestão de energia no Brasil. O acordo prevê o fornecimento de até 90 MW de potência de energia fotovoltaica.

O investimento será destinado a uma série de projetos de GD (geração distribuída) por um período de 20 anos, sendo que os primeiros serão iniciados nos próximos meses, com 11 MW. O primeiro comissionamento está programado para o primeiro trimestre de 2024.

Com o objetivo de fortalecer a presença da Helexia no Brasil, as usinas serão instaladas nos estados brasileiros de Mato Grosso do Sul, Ceará e Pernambuco. A estimativa é que as próximas instalações sejam iniciadas gradualmente.

Segundo Benjamin Simonis, CEO do Grupo Helexia, este acordo registra um marco importante no compromisso da Helexia com o Brasil. “Os 90 MW assinados devem permitir à Helexia acelerar a transição para um futuro mais sustentável. Estamos muito satisfeitos em colaborar com a Comerc Energia para alcançar essa visão compartilhada”.

“Parabenizo todas as equipes por esse rápido ramp-up no Brasil. A Helexia está se posicionando como líder na transição energética em um país onde os objetivos de descarbonização são muito importantes”, disse Sébastien Clerc, CEO da Voltalia.

Helexia em território brasileiro

Em março de 2022, a empresa forneceu energia elétrica para a Vivo. Nesta fase, já foram conectados 25 MW do total de 87 MW previstos em contrato. Os 62 MW restantes serão implantados até o final do primeiro semestre de 2024 .

Além disso, em novembro de 2022, a Helexia anunciou a assinatura de três contratos totalizando 14,7 MW com a TIM (8,5 MW), Vibra Energia (4,0 MW ) e Raia Drogasil (2,2 MW). A construção da usina já foi iniciada e o comissionamento está previsto para até o final do primeiro trimestre de 2024.

Imagem de Stella Miranda
Stella Miranda
Produtora do Canal Responde e do Solar em 60. Possui experiência em produção de podcast, elaboração de matérias jornalísticas, entrevistas e produção para rádio. Graduanda em Jornalismo na Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal