26 de maio de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.99GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 10,7W

Jinko e UNGC: tecnologia fotovoltaica e sustentabilidade

A discussão abordou as atividades da companhia no investimento renovável

Autor: 11 de março de 2022abril 13th, 2022Notícias
Jinko e UNGC: tecnologia fotovoltaica e sustentabilidade

A pauta principal foi o papel do desenvolvimento da tecnologia fotovoltaica no contexto de sustentabilidade estabelecido pelas Nações Unidas. Foto: Jinko Solar

A  Jinko Solar recentemente organizou uma reunião em Pequim com delegados do Escritório de Ligação do Pacto Global da ONU. A pauta principal foi o papel do desenvolvimento da tecnologia fotovoltaica no contexto de sustentabilidade estabelecido pelas Nações Unidas.

Na reunião, estiveram presentes Meng Liu, chefe do Gabinete de Ligação do Pacto Global da ONU e Kangping Chen, CEO da Jinko Solar.

As pautas da discussão abordaram as atividades da Jinko Solar no investimento renovável nos países do Cinturão e Rota, que promoveram soluções que permitem o atendimento a regiões carentes de eletricidade confiável e água limpa.

O Pacto Global (UNGC) é uma iniciativa de alinhamento de estratégias e operações entre as empresas participantes. A chamada é fundamentada nos 10 princípios universais nas áreas de Direitos Humanos, Trabalho, Meio Ambiente e Anticorrupção.

Com o objetivo de desenvolver ações que contribuam para o enfrentamento dos desafios da sociedade,  estruturando parcerias e interrompendo a desigualdade energética, o projeto hoje é a maior iniciativa de sustentabilidade corporativa do mundo.

Até o momento, a chamada compreende mais de 16 mil membros, entre empresas e organizações, abrangendo um total de 160 países.

Leia mais

Durante o diálogo, Chen foi sucinto ao apresentar a tecnologia avançada da Jinko Solar. O recurso reflete no aumento da penetração da aplicação de energia fotovoltaica, acelerando a transição energética global, além de mudanças efetivas e sustentáveis.

De acordo com o CEO, igualdade e responsabilidade são valores fundamentais da companhia. “Compartilhamos a responsabilidade de criar uma cultura positiva e de salvaguardar a igualdade, diversidade, inclusão, dignidade e respeito por todos”, pontuou.

Para Meng, a Jinko Solar honrou o compromisso com os dez princípios do Pacto Global e pontuou críticas positivas, referindo-se à importante participação da companhia na aceleração das mudanças no setor de energia renovável, a qual aumentou a acessibilidade da energia verde e limpa em regiões subdesenvolvidas.

A chefe do gabinete também prestou elogios à empresa por seus esforços em apoiar a aceleração do alcance dos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável).

O vínculo de Jinko Solar e UNGC contribui para o desenvolvimento sustentável do mundo, colaborando com a criação empregos para as comunidades locais e no desenvolvimento de bens e serviços que auxiliam a população local a atender suas necessidades básicas de maneira ecológica.

Stella Miranda

Stella Miranda

Possui experiência em produção de podcast, elaboração de matérias jornalísticas, entrevistas e produção para rádio. Graduanda em Jornalismo na Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

Um comentário

  • Bruno Rezende Palmieri disse:

    Caros amigos

    Todos os meus artigos doutrinários ( publicados no site direitopublico.com.br) e o meu caminho profissional como advogado eu coloco à disposição desta iniciativa. Meu apoio é irrestrito. Quem sabe se ao invés de discussões estéreis nos parlamentos ao redor do mundo não possamos através de iniciativas como esta mudar a vida de milhões, eliminando os bolsões de miséria, criando uma forma de desenvolver de modo sustentável VIDAS ceifadas pela utilização de combustíveis fósseis?

    Bruno Rezende Palmieri, Procurador da Fazenda Nacional aposentado, Advogado OAB/MG 66877.
    [email protected]

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.