4 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Lei 14.300 e taxa de juros foram alguns dos empecilhos para vendas no 1º trimestre, diz Greener

Resultados fazem parte da nova pesquisa da Greener sobre comportamento de vendas de sistemas fotovoltaicos no começo de 2023

Autor: 20 de abril de 2023Indicadores
3 minutos de leitura
Lei 14.300 e taxa de juros foram alguns dos empecilhos para vendas no 1º trimestre, diz Greener

Pesquisa da Greener ouviu 57 empresas do setor de energia solar. Foto: Reprodução/HCC Energia Solar

A dinâmica das vendas de sistemas de mini e microgeração distribuída no mercado de energia solar vem enfrentando um novo panorama nos primeiros meses de 2023, segundo avaliação da Greener.

Isso porque, segundo a empresa de consultoria, após o segmento registrar em 2022 um ano de expressivo crescimento – em que mais de 7 GW foram instalados por meio da GD – o setor lidou, entre janeiro e março, com fatores que influenciam consumidores na decisão de investir ou não na modalidade.

Segundo a pesquisa da Greener, realizada com integradores a fim de verificar o comportamento das vendas de sistemas fotovoltaicos no 1º trimestre de 2023, foi verificado uma redução no volume de vendas em relação a 2022 por parte de 75% dos entrevistados.

O questionário ouviu 57 empresas, das quais  30  se destacam nas vendas de sistemas residenciais e 27 possuem destaque nas vendas de sistemas comerciais.

Segundo os empresários entrevistados, o principal motivo para um cliente não fechar um negócio nos primeiros três meses do ano foi a insegurança em relação às novas regras de compensação de créditos a partir da Lei 14.300, com 36% das respostas.

Outros 26% afirmaram que os consumidores demonstraram dúvidas quanto ao novo governo e evitaram investir em sistemas de energia solar.  As altas taxas de juros ou bancos mais criteriosos na liberação de créditos foram escolhidas por 26% dos entrevistados.

Além disso, 4% trouxeram ainda outros motivos, tais como os preços dos sistemas fotovoltaicos e também o fato de clientes terem fechado negócio antes do início de 2023, conforme ilustra a imagem abaixo:

Fonte: Greener

Quais as expectativas de vendas para o 2º trimestre?

De acordo com a Greener, apesar dos desafios atuais, 81% das empresas integradoras ouvidas pela pesquisa afirmaram possuir expectativa de aumento nas vendas durante o 2º trimestre de 2023. Apenas 14% não possuem essa expectativa e 5% não souberam afirmar ou não responderam.

Com relação ao volume total, as empresas esperam vender 2,5 vezes mais durante o próximo trimestre comparado com o primeiro de 2023. O otimismo é mais presente nas empresas que se destacam na vendas de sistemas residenciais, em que 89% afirmaram ter essa expectativa. Para empresas focadas em sistemas comerciais, 80% possuem esse otimismo.

“Dessa forma, conclui-se que o mercado integrador fotovoltaico enfrenta desafios na rotina de vendas durante o início de 2023 que se relacionam principalmente com as novas regras trazidas pelo Marco Legal da GD. Apesar dos fatores macroeconômicos, como a alta taxa de juros que dificulta as condições de financiamento e as incertezas diante de um novo governo, o investimento em geração solar fotovoltaica ainda permanece rentável do ponto de vista do payback”, concluiu a Greener.

Henrique Hein

Henrique Hein

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como repórter do Jornal Correio Popular e da Rádio Trianon. Acompanha o setor elétrico brasileiro pelo Canal Solar desde fevereiro de 2021, possuindo experiência na mediação de lives e na produção de reportagens e conteúdos audiovisuais.

Um comentário

  • bom dia!
    o maior erro cometido por todos ano passado foi: “Compre seu kit fique fora da taxação”. “Aproveite, últimos dias para permanecer sem taxação, compre seu kit”.
    Esse marketing ruim pra forçar vendas, botou na cabeça das pessoas que não vale mais a pena energia solar a partir de janeiro, porque agora está tendo taxação.
    Uma boa parte dos clientes que converso, acham que a taxação é sobre o total produzido.
    Ou seja, agora é trabalhar pra tirar esse paradigma da cabeça dos clientes, com boas e verdadeiras informações e explicar exatamente como funciona a lei vigente.
    Estão espalhando muitas informações desencontradas, as pessoas não se preparam para conversar com clientes.

    Enfim, vamos em frente! vale muito a pena.

    Abraço

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.