Universidades estaduais do Paraná aderem à energia solar

Unioeste se torna autossustentável, enquanto outras três instituições já contam com os benefícios da fonte
Sistema de energia solar instalado na Unioeste. Foto: SETI-PR

A Unioeste (Universidade Estadual do Oeste do Paraná) será mais uma instituição paranaense de ensino superior a contar com os benefícios da fonte solar em suas dependências, passando a se tornar autossuficiente em relação à energia elétrica. 

A usina instalada pela universidade recebeu um investimento de R$ 1,04 milhão para implementação de 572 módulos fotovoltaicos de 550 W de potência, aprovados no Programa de Eficiência Energética da Copel (Companhia Paranaense de Energia). 

Além dela, outras três universidades estaduais do Paraná também já contam com sistemas de energia solar instalados em suas unidades. Todas também foram contempladas pelo programa da Copel. 

A usina da UEL (Universidade Estadual de Londrina) está em funcionamento desde 2019, com 1.020 painéis solares instalados e que geram, em média, 400 MWh por ano.  O sistema ocupa uma área de dois mil metros quadrados do estacionamento da Clínica Odontológica Universitária.

banner amara
Sistema FV da Universidade Estadual de Londrina. Foto: SETI-PR

Na UEM (Universidade Estadual de Maringá), a geração solar teve início em junho de 2020 com a implementação de um sistema de 1.440 módulos fotovoltaicos, com geração média de 574 MWh por ano.

Sistema FV da Universidade Estadual de Maringá. Foto: SETI-PR

Já em dezembro de 2022, foi a vez do Pavilhão Didático da Unicentro (Universidade Estadual do Centro-Oeste) receber a instalação de 179 painéis solares, com geração de 80 kWp. 

Se transformadas em valores mais próximos ao dia a dia, a energia que foi gerada pelas três usinas fotovoltaicas instaladas até o momento poderia manter 535 unidades consumidoras funcionando durante um ano, considerando que, em média, cada unidade utiliza 152,2 kWh por mês.

Sistema FV da Unicentro. Foto: SETI-PR
Imagem de Henrique Hein
Henrique Hein
Atuou no Correio Popular e na Rádio Trianon. Possui experiência em produção de podcast, programas de rádio, entrevistas e elaboração de reportagens. Acompanha o setor solar desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal