40% da energia solar gerada no Brasil vem de sistemas residenciais

Números da ANEEL desmistificam teoria de que os sistemas fotovoltaicos beneficiam apenas as grandes empresas

Cerca de 40% da energia solar gerada no Brasil é proveniente de residências. É o que aponta um levantamento realizado pela reportagem do Canal Solar, com base em dados da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), atualizados até o começo da manhã desta quarta-feira (21).

Dentre as chamadas classes de consumo, os lares brasileiros são atualmente os que mais produzem esse tipo de energia, com 2.148,44 MW de potência instalada.

Além disso, mais de 90% das cidades do país (5.034 das 5.570) contam hoje com ao menos uma moradia produzindo eletricidade a partir da luz do sol.

Nos últimos anos, a fonte solar tem se tornado uma opção cada vez mais comum para os cidadãos, que, num cenário de crise econômica e diminuição de renda, vem encontrando na energia fotovoltaica uma alternativa efetiva para a redução de custos a médio e a longo prazo.

Não é à toa que nos últimos três anos, por exemplo, a quantidade de energia solar produzida pelas residências brasileiras cresceu quase oito vezes: saltando de 275,61 MW no dia 21 de abril de 2018 para os atuais 2.148,44 MW de potência instalada, segundo os dados da própria ANEEL.

Além das residências, o Brasil também possui hoje uma quantidade significativa de energia solar produzida a partir do comércio (1.994,80 MW), dos produtores rurais (706,27 MW) e da indústria (453,80 MW).

A escolha pela fonte fotovoltaica pelos órgãos do Poder Público (63,10 MW), pelas entidades do serviço público (4,98 MW) e a partir da iluminação pública instalada em ruas e avenidas (1,01 MW) também aparecem contabilizadas no relatório da Agência.

Energia solar no Brasil

De acordo com a ANEEL, o Brasil conta hoje com 5.372,43 MW de potência solar instalada, sendo pouco mais de 457 mil unidades de GD (geração distribuída) operando em 5.282 mil municípios. 

Atualmente, das 5.570 cidades que compõem o território nacional, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), apenas 288 não contam com nenhum sistema fotovoltaico instalado.

As cidades de Brasília (DF), Cuiabá (MT) e Uberlândia (MG) são as que contabilizam a maior geração de energia solar do país. As localidades contam atualmente com: 70,38 MW; 67,40 MW e 56,41 MW de potência instalada, respectivamente.

Dados da ANEEL sobre energia solar no Brasil 

Classe de consumo P. Instalada (MW) Unidades de GD Cidades com GD
Residencial 2.148,44 341.499 5.034
Rural 706,27 32.168 3.843
Comercial 1.994,80 71.840 4.524
Industrial 453,80 10.398 2.065
Poder Público 63,10 1.700 763
Serviço Público 4,98 120 98
Iluminação Pública 1,01 31 27
Imagem de Henrique Hein
Henrique Hein
Atuou no Correio Popular e na Rádio Trianon. Possui experiência em produção de podcast, programas de rádio, entrevistas e elaboração de reportagens. Acompanha o setor solar desde 2020.

2 respostas

  1. Sou jornalista e me interesso em saber quantas residências em Cruz Alta-RS possuem sistema de placas e qual seria a produção local produzida e a potência solar instalada. Todos os percentuais que ilustrem o quadro de produção e consumo em nossa cidade. É possível identificar esses dados, onde? Agradeço pelo retorno.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal