21 de abril de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 13,4GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 28,5GW

ABGD anuncia Conselho Empresarial durante evento em São Paulo

Entre os nomes anunciados para integrar o Conselho está Bernardo Marangon, CEO da Exata Energia

Autor: 17 de fevereiro de 2023maio 22nd, 2023Notícias
3 minutos de leitura
ABGD anuncia Conselho Empresarial durante evento em São Paulo

Anúncio foi dado durante o Encontro de Lideranças, em São Paulo (SP). Foto: Envato Elements

A ABGD (Associação Brasileira de Geração Distribuída) anunciou o novo Conselho Empresarial, com o objetivo de contribuir com a evolução da GD no Brasil.

A novidade foi divulgada na última semana, durante o Encontro de Lideranças realizado pela entidade, em São Paulo (SP).

O Encontro de Lideranças reuniu membros da diretoria executiva, conselho deliberativo e conselho empresarial, diretoria regional e especializada, e líderes das empresas associadas ABGD.

Segundo Guilherme Chrispim, presidente da ABGD, “o objetivo com a criação do Conselho Empresarial é ouvir os demais atores empresariais do setor e contribuir para gerar oportunidades para as empresas associadas, estimulando networking e também possibilidades de negócios”.

Guilherme Chrispim, presidente executivo da ABGD. Foto: Reprodução

Entre os nomes anunciados para integrar o Conselho está Bernardo Marangon, CEO da Exata Energia.

“A existência de um Conselho Empresarial é muito importante para o nosso segmento. Ao contrário do que muitos podem pensar, a geração distribuída envolve uma série de desafios, não só operacionais, mas também regulatórios, jurídicos e fiscais”, ressalta o empresário.

Segundo Marangon, é uma oportunidade para as pessoas compartilharem os problemas cotidianos de suas empresas, além de sugerir soluções e se organizar para contribuir com a evolução do segmento”.

Além disso, Arthur Sousa, CEO da GDSUN, companhia referência no setor solar fotovoltaico nacional, também fará parte do corpo do Conselho. O executivo irá debater sobre os desafios e promover oportunidades do setor em prol do crescimento e democratização da GD (geração distribuída) no Brasil.

Sousa ainda afirma que o Conselho terá um papel consultivo importante e será fundamental para pautar reivindicações do segmento de GD e buscar ampliar o diálogo com os setores público e privado.

O evento também debateu sobre as projeções para o setor de geração distribuída de energia e comentou sobre os principais projetos para a associação.

“Acredito que juntos, podemos abrir caminhos tanto para a área empresarial, residencial e agronegócio, e fazer com que a classe de empresas coopere entre si para alavancarmos negócios e gerar ainda mais oportunidades no setor de energia solar”, destaca Ítalo Pra Neto, diretor da Nexen.

Segundo ele, o Conselho Empresarial é uma oportunidade de contribuir para o desenvolvimento da energia solar no Brasil e ajudar o setor.

O Conselho Empresarial é composto por grandes nomes do setor. Foto: Reprodução

Conselho Empresarial

  • Cláudio Ribeiro, CEO da 2W Energia
  • José Márcio Rosa, diretor da Embrastec
  • Allan Cordeiro, CEO do Grupo Melo Cordeiro
  • Frederico Araújo, CEO da DEODE
  • Arthur Souza, CEO da GDSun
  • Bernardo Marangon, CEO da Exata Energia
  • Andrew Storfer, CEO América Energia
  • André Mendonça, COO Bulbe
  • Raphael Eckmann, COO Athan Energia
  • Eliane Candido, gerente de negócios corporativo Clamper
  • Italo de Pra Neto, diretor da Nexen
  • Daniel de Rocha, CEO da Tangipar
  • Gustavo Malagoli, diretor da Energisa
  • Marcelo Rodrigues, VP Negócios, Marketing & Inovação da Unicoba
Stella Miranda

Stella Miranda

Produtora do Canal Responde e do Solar em 60. Possui experiência em produção de podcast, elaboração de matérias jornalísticas, entrevistas e produção para rádio. Graduanda em Jornalismo na Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.