24 de outubro de 2021

ABSOLAR anuncia novos coordenadores no Acre, Mato Grosso e Pará

Associação brasileira passa a contar agora com nove representantes espalhados pelo Brasil

Autor: 30 de agosto de 2021Brasil
ABSOLAR anuncia novos coordenadores no Acre, Mato Grosso e Pará

O Conselho da ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica) anunciou, na manhã desta segunda-feira (30), o nome de três novos coordenadores estaduais. 

A entidade aprovou a nomeação de Daniel Sobrinho, da empresa DS Engenharia e conselheiro federal do CONFEA (Conselho Federal de Engenharia e Agronomia), no Pará; de Tiago Vianna de Arruda, da Oeste Solar Energia, no Mato Grosso; e de Edlailson Pimentel da Silva, da EngeAmazon Energias Renováveis e vice-presidente do CREA-AC (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia), no Acre.

De acordo com a associação, a nomeação dos novos coordenadores visa reforçar a colaboração regional no desenvolvimento de políticas públicas e programas privados, com o intuito de promover o crescimento econômico do mercado fotovoltaico no país, tendo em vista que a entidade passa a contar agora com nove representantes pelo Brasil. 

Antes dos novos nomes, a associação já contava com profissionais nos estados do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais e Espírito Santo. A intenção da associação é cobrir todos os estados da federação.

Acre

O Acre acabou de atingir 1.063 conexões operacionais de energia solar em telhados e pequenos terrenos, espalhadas por 16 cidades, ou 72,7% dos 22 municípios da região. 

Segundo a ABSOLAR, a tecnologia fotovoltaica já proporcionou ao estado a atração de mais de R$ 81 milhões em investimentos, geração de mais de 350 empregos e a arrecadação de mais de R$ 14 milhões aos cofres públicos.

Mato Grosso

O Mato Grosso possui 32.307 sistemas de energia solar na geração própria, espalhados por todas as 141 cidades da região. Ao todo, já são mais de R$ 3 bilhões em investimentos, além da criação de 14,1 mil empregos e de uma arrecadação de mais de R$ 571 milhões ao poder público.

Pará

Atualmente, existem mais de 13.3 mil conexões de energia solar em telhados e pequenos terrenos no Pará. Os sistemas estão espalhados por 135 cidades (93,75% dos 144 municípios da região). 

Ao todo, o setor já trouxe mais de R$ 851 milhões em investimentos para o estado, além da geração de 4,5 mil empregos e de uma arrecadação de tributos da ordem de R$ 190 milhões à administração pública.

Henrique Hein

Henrique Hein

Atuou como repórter no jornal Correio Popular e na Rádio Trianon. Possui experiência em produção de podcast, programas de rádio, entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Acompanha o setor de energia solar fotovoltaica, cobrindo as editorias de Mercado e Tendências; Negócios e Empresas; Cases e Bastidores da Política.

Comentar