24 de outubro de 2021

Aldo e Deye fecham parceria para fomentar mercado de MLPE no Brasil

Acordo permitirá que a Aldo Solar comercialize os equipamentos fabricados pela Deye em todo território nacional

Autor: 11 de outubro de 2021Brasil
Aldo e Deye fecham parceria para fomentar mercado de MLPE no Brasil

A Aldo Solar, uma empresa que atua como distribuidora de soluções para energia solar, firmou uma parceria com a fabricante chinesa Deye, para comercializar microinversores em todo território brasileiro, com estoque local e pronta entrega.

O acordo prevê que a empresa brasileira realize a venda dos equipamentos da companhia asiática no Brasil e, com isso, consolide a sua participação no segmento de MLPE (Module-Level Power Electronics).

De acordo com Thiago Gomes, diretor de pós-venda na Deye no Brasil, a parceria com a Aldo Solar é importantíssima por tudo que ela pode vir a representar no mercado fotovoltaico nacional.

O executivo destaca que a atuação da companhia brasileira, sobretudo nas regiões Norte e Nordeste, é fundamental para melhorar o acesso do consumidor às soluções da empresa chinesa.  

“Enxergo essa parceria como ganha-ganha. Ela é boa para Aldo que vai ter um novo nicho no mercado que é o MLPE, que significa eletrônica de potência em nível de módulo, e para nós que vamos expandir a capilaridade da distribuição”, explicou.

Gomes disse ainda que a parceira com a Aldo também vai ajudar a Daye a aumentar o market share da empresa no segmento de microinversores no Brasil, que atualmente está em 23%. “O objetivo é alcançar 30% de participação de mercado até o fim do ano e a parceria com a Aldo será fundamental para crescermos ainda mais”, destacou.

Já Joaquim Fernandes, diretor comercial da Aldo, disse que há tempos a empresa já estudava o mercado de microinversores e que estava em busca de uma tecnologia adequada as necessidades do mercado brasileiro.

“Estamos bastante animados com essa parceria, pois encontramos na Deye uma solução com custo muito próximo aos dos inversores string no payback. Além disso, o microinversor garante mais produtividade em telhados com diferentes orientações, o monitoramento é a nível de painel e a instalação pode ser feita com mais facilidade”, garante ele.

Veja também: Webinário: O MLPE como um diferencial e seu desenvolvimento no mercado brasileiro.

Um dos equipamentos que serão comercializados pela Aldo no país, por exemplo, será o SUN2000 – uma tecnologia que, segundo as empresas, conta com grande versatilidade, maior eficiência, segurança e modularidade em projetos fotovoltaicos.

A novidade estará disponível com soluções de 4 a 12 painéis entre 1,8 KW e 6,48 KW e as duas empresas estimam que mais de 20 mil unidades serão vendidas no país todos os meses. As duas companhias também acreditam que é o mercado de micro inversores no Brasil deva chegar aos 500MW de potência instalada em 2022. 

Henrique Hein

Henrique Hein

Atuou como repórter no jornal Correio Popular e na Rádio Trianon. Possui experiência em produção de podcast, programas de rádio, entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Acompanha o setor de energia solar fotovoltaica, cobrindo as editorias de Mercado e Tendências; Negócios e Empresas; Cases e Bastidores da Política.

Comentar