29 de fevereiro de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Além dos painéis: o papel vital do monitoramento na eficiência das usinas solares

O objetivo é verificar se uma determinada usina está funcionando adequadamente,

Autor: 28 de novembro de 2023dezembro 13th, 2023Opinião
5 minutos de leitura
Além dos painéis: o papel vital do monitoramento na eficiência das usinas solares

Imagem: Daniel Castellano/SMCS

O monitoramento de dados de usinas fotovoltaicas – comerciais ou residenciais – é fundamental para que o setor continue a mostrar a sua eficiência quando se fala em performance, economia e sustentabilidade.

Esse acompanhamento já está no dia a dia dessa indústria: todos os fornecedores de inversores solares disponibilizam aos clientes aplicativos que coletam informações da performance das usinas. Diante da expansão do setor, o desafio atual é analisar essa grande quantidade de dados que o monitoramento gera de forma acurada.

No monitoramento, a partir de um dispositivo acoplado aos sistemas fotovoltaicos e conectado a uma rede wi-fi, as informações do desempenho das usinas são enviadas em tempo real a um aplicativo, que consolida esses dados.

O objetivo é verificar se uma determinada usina está funcionando adequadamente, ou seja, se está entregando ao consumidor final o desempenho esperado pelo fabricante. Desempenho da usina em queda significa dinheiro jogado fora e, por conta disso, o monitoramento tem de ser preciso para identificar quais as intervenções necessárias.

A análise relaciona dados de potência da usina e da energia gerada, e assim consegue avaliar o desempenho e identificar eventuais quedas de performance. Nesse processo, o dispositivo envia alertas se identificar falhas, o que é de grande valia para a manutenção preventiva e a redução de prejuízos.

Os alertas podem apontar, por exemplo, sujeira no painel solar, sombreamentos, questões envolvendo a temperatura das células ou descasamento dos módulos, entre outros. Podem também identificar que mesmo em dias de céu claro e sol radiante a energia não está sendo gerada a contento; ou seja, certamente o equipamento precisa de manutenção.

Mais do que isso, o acompanhamento mostra qual é a geração exata de energia, o que pode ser comparado com o consumo. Se no começo do mês o consumidor já percebe que está gastando mais energia do que o que vem sendo produzido, e o painel está com funcionamento adequado, é possível prestar mais atenção e reduzir o consumo para evitar sustos com a conta de energia.

O monitoramento também permite ver a economia, em reais, na conta de luz e o tempo de retorno do investimento. Os dados apurados viabilizam o cálculo da redução de emissão de CO² e o equivalente a árvores plantadas. E tornam possível a obtenção do índice de radiação da localidade onde o painel está instalado.

Ou seja, esses aplicativos recolhem uma quantidade imensa de “dados” que precisam ser bem acompanhados Se isso já pode ser complicado para um cliente final em sua residência, a dificuldade cresce exponencialmente quando falamos de um integrador, que tem centenas ou milhares de usinas entregues e monitoradas.

Assim, um sistema de monitoramento robusto e adaptável, capaz de lidar com a variedade de dados gerados por diferentes equipamentos em usinas solares é cada vez mais essencial.

Por conta disso, esse segmento está partindo para uma nova fase, com a tecnologia de plataforma unificada, que centraliza as informações coletadas de diversas usinas e concentra o monitoramento em uma base só. Em vez de o integrador olhar isoladamente usina por usina de seus clientes, ele consegue, via plataforma, ter os dados trabalhados em uma tela.

A plataforma unificada ajuda a filtrar as informações, definindo pontos que necessitam de mais atenção – ela chega ao ponto de tratar as informações que coleta, inclusive das distribuidoras dos equipamentos, e já abrir chamados para a correção de eventuais problemas.

Ou seja, além da manutenção preventiva, o monitoramento inteligente é também um sistema crítico para a rápida resolução de problemas, evitando a degradação do desempenho do equipamento e prolongando sua vida útil.

O artigo publicado no International Journal of Photoenergy, “Monitoring, Diagnosis, and Power Forecasting for Photovoltaic Fields: A Review”, tratou da importância da interação eficiente desses dados para um diagnóstico preciso e previsões de potência, que são essenciais para otimizar a eficiência e sustentabilidade das instalações fotovoltaicas.

O artigo destaca que as soluções de monitoramento avançado podem ajudar os operadores a compreender melhor as causas subjacentes de falhas ou quedas de desempenho, permitindo intervenções rápidas e assertivas.

A plataforma gera relatórios diários? mensais?semanais que ajudam o integrador a manter o relacionamento com os clientes também depois da venda.

Como não estamos falando num produto de venda recorrente – os painéis solares têm vida média de 25 anos – o contato constante via monitoramento com esse usuário final pode ajudar nas indicações de outros clientes.

Os painéis solares são de longa duração e por  isso mesmo é razoável pensar que algumas intercorrências surjam durante esse período.

O monitoramento constante assegura ao cliente agilidade para solucionar os problemas e a possibilidade de ter certeza de que os equipamentos estão operando na capacidade ideal.


Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

André Nóbrega de Carvalho

André Nóbrega de Carvalho

Gerente de Desenvolvimento da Genyx

Um comentário

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.