25 de fevereiro de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,8GW

ANEEL abrirá Consulta Pública sobre Minha Casa, Minha Vida e inversão de fluxo

Decisão foi tomada, na noite desta terça-feira (06), em reunião realizada pela diretoria do órgão regulador

Autor: 7 de fevereiro de 2024Brasil
3 minutos de leitura
ANEEL abrirá Consulta Pública sobre Minha Casa, Minha Vida e inversão de fluxo

Diretoria da ANEEL durante a reunião desta terça-feira (06). Foto: ANEEL/Divulgação

A regulamentação da aplicação da energia solar no programa Minha Casa, Minha Vida e as discussões sobre o cumprimento do artigo 73 da Resolução 1.059 (que dispõe sobre a inversão de fluxo em sistemas de geração distribuída) pelas distribuidoras brasileiras serão assuntos tratados em Consulta Pública.

A medida está prevista para ser aberta nesta quinta-feira (08) pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) de maneira expressa. Ou seja, terá um prazo de até 15 dias para que associações do setor elétrico e a sociedade civil enviem as suas contribuições sobre os dois temas. 

Assuntos que não envolvam a fonte solar no programa habitacional e a inversão de fluxo serão desconsiderados pelo órgão regulador. A decisão foi tomada, em reunião da diretoria da Agência, no final da noite desta terça-feira (06).

A reunião, em questão, teve como objetivo discutir os problemas relacionados a inversão de fluxo e também a regulamentação da Lei 14.620 – texto aprovado pelos deputados e senadores em 2023, que prevê a retomada do programa Minha Casa, Minha Vida com novidades, sendo uma delas a instalação de sistemas solares em habitações do programa. 

Como os deputados e senadores não analisam termos técnicos para a viabilidade dos itens aprovados na lei para o setor elétrico, cabe à ANEEL fazer uma resolução final com o parecer técnico sobre o tema. 

O mesmo foi feito, por exemplo, em fevereiro de 2023, com a Lei 14.300, quando a Agência regulamentou o funcionamento da lei aprovada pelos deputados e senadores por meio da Resolução 1.059.  

Inversão de fluxo

Momentos antes da ANEEL decidir pela abertura da Consulta Pública, um dos diretores da Agência (Fernando Mosna) chegou a sugerir uma solução para mitigar os problemas vivenciados por consumidores que querem gerar a sua própria energia. 

O diretor sugeriu aos demais diretores que em sistemas de geração distribuída com carga de até 50 kW das classes residenciais, comerciais e rurais fosse eliminado a recusa de projetos por inversão de fluxo, visando amenizar os problemas causados às empresas do setor de energia solar e aos consumidores de baixa tensão. 

Contudo, a sugestão do diretor não foi levada a frente, por ter sido voto vencido para a maioria da mesa diretora da Agência. O Canal Solar está acompanhando os trâmites e assim que a Consulta Pública for publicada divulgaremos mais informações. 


Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

Henrique Hein

Henrique Hein

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como repórter do Jornal Correio Popular e da Rádio Trianon. Acompanha o setor elétrico brasileiro pelo Canal Solar desde fevereiro de 2021, possuindo experiência na mediação de lives e na produção de reportagens e conteúdos audiovisuais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.