28 de janeiro de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.63GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 8,84GW

Brasil bate recorde e ultrapassa marca de 141 mil empregos no setor solar

Em 2020, o número de contratações realizadas no país pelo setor foi bem menor: cerca de 86 mil profissionais

Autor: 29 de dezembro de 2021janeiro 4th, 2022Brasil
Brasil bate recorde e ultrapassa marca de 141 mil empregos no setor solar

Brasil é o sétimo país que mais gera empregos no setor solar no mundo. Foto: Bruno dos Santos

O Brasil ultrapassou a marca de 141 mil empregos gerados no setor de energia solar nos primeiros onze meses deste ano. Trata-se de um recorde que já supera em 63,9% os números do ano passado inteiro: 86 mil admissões entre janeiro e dezembro. 

As informações foram apuradas pelo Canal Solar, com base em dados da ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica). Os números são apenas um reflexo do crescimento que a fonte vem registrando em todos os estados do território nacional. 

Recentemente, o Brasil subiu uma posição no ranking mundial dos países que mais geram empregos no mundo no setor solar, segundo relatório da IRENA (Agência Internacional de Energia Renovável).

Os dados contabilizados em 2021 colocaram o país na sétima colocação, à frente de líderes históricos do setor, como a Alemanha e o Reino Unido. 

De acordo com Rodrigo Sauaia, CEO da ABSOLAR, os números obtidos pelo setor  devem ser comemorados não apenas pela quantidade. “Não é só o número que importa, mas é o tipo de emprego. A maioria dos empregos do setor são locais e com remuneração acima da média do salário brasileiro”.

No entendimento do executivo, para um país com alto déficit de empregos, por causa dos impactos causados pela pandemia, e que precisa planejar a sua recuperação econômica, investir na solar “casa perfeitamente” com esses desafios. “Além de proporcionar energia elétrica limpa e competitiva, é uma fonte que ajuda a atrair investimentos e gerar empregos de qualidade para a população junto aos municípios”, destacou.

Perspectivas para 2022

Questionado sobre as perspectivas de empregos para o ano que vem, Sauaia disse que ainda é cedo para realizar qualquer estimativa numérica, já que os dados do mês de dezembro nem sequer foram contabilizados pela Associação. 

No entanto, tendo em vista o ano eleitoral, o executivo acredita que o tema “energia” será uma das principais pautas da sociedade brasileira, e que o setor tem boas chances de bater novos recordes de empregabilidade em 2022. 

 “A energia solar estará se apresentando como uma solução e como uma ferramenta estratégica, tanto para ajudar o Brasil do ponto de vista da sua política elétrica, quanto da sua política econômica, social e ambiental”, concluiu. 

Henrique Hein

Henrique Hein

Atuou como repórter no jornal Correio Popular e na Rádio Trianon. Possui experiência em produção de podcast, programas de rádio, entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Acompanha o setor de energia solar fotovoltaica, cobrindo as editorias de Mercado e Tendências; Negócios e Empresas; Cases e Bastidores da Política.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.