23 de fevereiro de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,8GW

Como ficam as regras de compensação a partir de julho?

Impacto sobre a viabilidade ou não de projetos dependerá diretamente dos estudos e resultados apresentados pela ANEEL

Autor: 11 de maio de 2023Brasil
2 minutos de leitura
Como ficam as regras de compensação a partir de julho?

Consumidores com pedido de conexão terão 90% do Fio B da TUSD não sendo compensado até 2031. Foto: Reprodução/WS Solar

Atualizada em 12 de maio

Os consumidores brasileiros que pretendem instalar sistemas de energia solar têm menos de dois meses para aproveitarem as regras vigentes da Lei 14.300/2022.

Isso porque os consumidores com sistemas de até 500 kW que protocolarem o pedido de conexão para instalação da tecnologia até 7 de julho,  de acordo com a legislação, terão 90% do Fio B da TUSD não sendo compensados até 2031.

Após essa data, será aplicada uma nova regra de compensação a ser definida pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica). Quem pedir o parecer de acesso depois disso verá a nova regra sendo aplicada após 2029.

Para Bernardo Marangon, sócio administrador da Exata Energia, a indefinição das novas regras de compensação pela Agência traz preocupações para o setor fotovoltaico, que hoje se encontra sem saber como ficará a viabilidade dos projetos sem os estudos do Órgão Regulador.

A definição da ANEEL deveria ocorrer depois de 180 dias da publicação da legislação. Porém, assim como ocorreu com a sua regulamentação, deverá novamente atrasar, segundo o profissional.

Eduardo Nicol, diretor-geral de operações da Renew Energia, pensa um pouco diferente. Para ele, se o estudos da ANEEL revelarem que o setor entregou mais benefícios do que custos ao país a cobrança poderá ser até inferior ao que está definido hoje para o período de transição.

“Eu acredito que é o que o estudo deveria mostrar, se for feito de forma imparcial e tecnicamente correta”, pontuou.

Saiba mais

Entendendo a Tarifação do Fio B previsto na Lei 14.300

Redação do Canal Solar

Redação do Canal Solar

Texto produzido pelos jornalistas do Canal Solar.

Um comentário

  • WERLEY disse:

    mas outro terrorismo em cima dos cliente. tomará que os integradores nao entre nessa objeção para os cliente. isso nao serve de argumento para vender benefícios para os clientes temos que acabar com esses lobbys ou entao vamos partir para as baterias offgrid e despensar as concessionárias igual na europa ou fica do lado dos integradores e clientes ou partimos para as baterias

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.