27 de maio de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5.02GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 10,7W

CWA Energia estima R$ 5 milhões em negócios na Fenasoja

Empresa exibirá soluções fotovoltaicas para projetos residenciais, industriais e agronegócio

Autor: 5 de maio de 2022Eventos
CWA Energia estima R$ 5 milhões em negócios na Fenasoja

Feira multissetorial segue até domingo (8), em Santa Rosa (RS)

No berço do estado que assume a terceira colocação em potência instalada de energia fotovoltaica, acontece a 23ª edição da Fenasoja, feira multissetorial que segue até domingo (8), em Santa Rosa (RS). Entre os expositores está a CWA Energia, de São Luiz Gonzaga, que exibirá soluções de energia solar para projetos residenciais, industriais e o agronegócio. 

A expectativa é positiva e tem empolgado o empresário Wynni Anger da Cunha que estima negócios na casa de R$ 5 milhões. “Já tivemos mais de 600 visitas cadastradas, a interação com o público é gratificante. Conseguimos apresentar a qualidade dos produtos e serviços através de uma solução completa para a economia na conta luz sem prejudicar o meio ambiente,” destaca.

Os módulos e inversores comercializados pela CWA, disponíveis em exposição na Fenasoja, são da BYD. “As feiras de negócios reúnem o que há de melhor. Montamos um espaço aconchegante para receber os clientes, oferecendo preços diferenciados e sorteio de um kit com 10 módulos 450 W e um inversor 3 kW da BYD e uma moto Yamaha Factor 0 KM para quem adquirir um sistema ou um plano de manutenção da CWA”, conta Cunha.

Segundo ele, assim como o setor solar, o agro vem despontando também, e não só pelo nível de produção. “O segmento já representa 43% de nossas vendas, um equivalente a 3,4 MW de potência instalada. Nesses projetos, estão suinocultores, produtores de leite e agricultores familiares que se beneficiam com a drástica economia gerada por um sistema fotovoltaico,” pontua o empresário. 

Para Marcelo Taborda, diretor de Vendas do Brasil da BYD, a fabricante brasileira vem ganhando cada vez mais espaço no mercado pela qualidade, eficiência e suporte pós-venda que agrega segurança de investimento por parte do cliente.

Além disso, o setor vem sendo impulsionado pelos incentivos do FINAME/BNDES (Fundo de Financiamento para Aquisição de Máquinas e Equipamentos Industriais) para compra de máquinas e produtos agrícolas de fabricação brasileira e as linhas de crédito do Plano Safra, previsto para ser lançado em julho. 

Outro fator positivo, corresponde à estimativa da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) de, até 2024, mais de 1 milhão de consumidores gerarem a própria energia. Nesse montante, Taborda destaca que a BYD Energy tem sua participação e inova no mercado pelo fornecimento de solução integrada. 

“É um ano especial para a BYD Energy no mercado de GD, principalmente no segmento do agronegócio, considerado de suma importância no planejamento estratégico da BYD Brasil. A recente inauguração da nova fábrica no Brasil em Campinas (SP), desenvolvida para produção dos módulos de alta potência (450 W até 670 W), consolida a nossa marca como a melhor e mais importante fabricante nacional de módulos fotovoltaicos e mostra o nível de comprometimento e valorização da BYD ao mercado”, afirma Taborda.

O diretor também destaca a relação de parceria com a CWA importante para o crescimento da marca no segmento rural, considerando que se trata de “um parceiro altamente comprometido com a qualidade dos produtos e nos serviços oferecido aos clientes, valores nos quais colocam a empresa como uma das mais bem conceituadas da sua região”.

Ericka Araújo

Ericka Araújo

Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT (Sociedade Brasileira de Medicina Tropical) e o Prêmio FEAC de Jornalismo. Já atuou como repórter e apresentadora da Rádio Brasil Campinas. Formada pela PUC Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.