6 de julho de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5.09GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 11,3W

Economia com sistemas FV é revertida à população de Boa Vista

Investimento feito pelo município na fonte renovável rende recursos milionários para serviços como saúde e educação

Autor: 3 de junho de 2022Política
Economia com sistemas FV é revertida à população de Boa Vista

Boa Vista economiza cerca de R$ 5 milhões por ano com energia solar. Foto: PMBA

Em 2017, a Prefeitura de Boa Vista (RR) decidiu apostar na fonte solar fotovoltaica para economizar recursos e contribuir com o meio ambiente. De lá para cá, cinco anos se passaram e hoje toda a economia gerada pelo uso da fonte renovável está sendo aplicada em investimentos para a população.

Por ano, o município economiza aproximadamente de R$ 5 milhões com os investimentos feitos para instalações de usinas de geração de energia solar fotovoltaica no Teatro Municipal, Mini Terminal Luiz Canuto Chaves, no Mercado Municipal São Francisco, no Palácio 9 de Julho e no estacionamento da Secretaria de Serviços Públicos. 

Outros 75 abrigos climatizados de ônibus também contam com as placas solares e, segundo a Prefeitura, toda a economia gerada é revertida para investimentos para o setor de serviços públicos, sendo 25% destinados à Educação, 15% para a Saúde e 5% para a área de Assistência Social e Infraestrutura de Boa Vista. 

A Administração Municipal destaca também que quando há excedentes na rede, há compensação no mês seguinte. Ou seja, quando o dinheiro volta, o município faz com que o recurso seja utilizado para o custeio da limpeza e manutenção da cidade, com investimentos para revitalização de patrimônios públicos danificados por atos de vandalismo.

Potência instalada em Boa Vista

Com uma população estimada em 436,5 mil habitantes pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a cidade de Boa Vista é, atualmente, o município com o maior volume de potência instalada em GD (geração distribuída) de energia solar no Estado de Roraima.

Ao todo, mais de 95% (15,27 kW dos 15,95 kW) da potência do Estado é proveniente somente da capital roraimense. Na localidade, inclusive, a classe de consumo com maior volume de potência instalada de energia solar fotovoltaica é a de serviços relacionados ao Poder Público, com 5,84 kW (38,2% do total).

saj-electric
Henrique Hein

Henrique Hein

Atuou como repórter no jornal Correio Popular e na Rádio Trianon. Possui experiência em produção de podcast, programas de rádio, entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Acompanha o setor de energia solar fotovoltaica, cobrindo as editorias de Mercado e Tendências; Negócios e Empresas; Cases e Bastidores da Política.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.