ANEEL mantém multa de R$ 22,4 milhões à Neoenergia Elektro

Concessionária foi penalizada em 2022 por prestação de serviço inadequado
2 minuto(s) de leitura
Elektro não consegue evitar multa de R$ 22,4 milhões
Concessionária atua nos estados de São Paulo e Mato Grosso. Imagem: Reprodução

A ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) manteve a multa de R$ 22,4 milhões à Neoenergia Elektro por descumprimento de indicadores relacionados a qualidade do fornecimento de energia.  

A penalidade foi aplicada em outubro de 2022 pela violação dos indicadores de continuidade de duração e frequência das interrupções de energia (DEC e FEC). 

A Elektro, que atua nos estados de São Paulo e Mato Grosso, entrou com um recurso para reverter a decisão, porém a diretoria da agência decidiu negar provimento na terça-feira (2/7).  

“No processo de fiscalização, ficou constatado que 23,44% dos conjuntos da área de concessão da Neoenergia Elektro apresentaram violação dos indicadores DEC e FEC, percentual equivalente a 30 do total de 128 conjuntos”, informa a ANEEL. 

Light

Essa é a segunda vez em menos de 30 dias que a ANEEL se mantém favorável a continuidade da aplicação de uma penalidade para uma distribuidora de energia.

No dia 4 de junho, a diretoria da Agência manteve a multa de R$ 28,3 milhões para a Light, aplicada em 5 março, após processo de fiscalização.

“No período de acompanhamento da Light, a fiscalização detectou tempo de restabelecimento demasiadamente excessivo, com duração superior a 24 horas em 39.930 interrupções, que prejudicaram 77.651 consumidores”, destacou a ANEEL. 

Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

Imagem de Wagner Freire
Wagner Freire
Wagner Freire é jornalista graduado pela FMU. Atuou como repórter no Jornal da Energia, Canal Energia e Agência Estado. Cobre o setor elétrico desde 2011. Possui experiência na cobertura de eventos, como leilões de energia, convenções, palestras, feiras, congressos e seminários.

Uma resposta

  1. Excelente!

    Aqui na região onde moro, infelizmente, a fiscalização na época que relatei para ANEEL não teve efeito.

    Estou até o momento no prejuízo de uma TV e de um computador desktop.

    Lamentável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal