Embraer anuncia 1º voo de avião elétrico para 2021 no Brasil

Objetivo é avançar em tecnologia de armazenamento de energia e recarga de baterias para a aviação

A Embraer e a EDP Smart, divisão que reúne o portfólio de soluções em energia da portuguesa EDP, firmaram uma parceria que promete revolucionar o setor de mobilidade no Brasil.

Isso porque as empresas anunciaram que deverá ser realizado em 2021 o primeiro voo de um protótipo de avião elétrico com tecnologia de propulsão 100% elétrica.

O investimento faz parte do acordo de cooperação que ambas assinaram para avançar no conhecimento de tecnologias de armazenamento de energia e recarga de baterias para a aviação.

A parceria vai permitir investigar a aplicabilidade de baterias de alta tensão para o sistema de propulsão elétrico de um avião de pequeno porte, além de avaliar suas principais características de operação, como peso, eficiência e qualidade de energia, controle e gerenciamento de aquecimento, ciclagem de carregamento, descarregamento e segurança de operação.

“Temos como propósito liderar a transição energética para uma economia de baixo carbono. Uma parceria com a Embraer no desenvolvimento do seu primeiro avião demonstrador de tecnologia de propulsão 100% elétrica representa uma nova fronteira do nosso investimento em mobilidade elétrica, contribuindo para posicionar o Brasil como um jogador de ponta neste mercado”, destacou Miguel Setas, presidente da EDP ​​no Brasil.

Testes

Os ensaios estão sendo realizados com um avião de pequeno porte monomotor que realiza avaliação primária das tecnologias de eletrificação. Os testes em solo têm ocorrido na unidade da Embraer em Botucatu (SP), em preparação para o primeiro voo que acontecerá na unidade da Embraer em Gavião Peixoto (SP).

Segundo a companhia, o processo de eletrificação da aviação faz parte de um conjunto de esforços realizados para atender a compromissos de sustentabilidade ambiental, a exemplo do que já vem sendo feito com biocombustíveis para redução de necessidade de carbono.

Investimento em energias renováveis

A meta da EDP é eletrificar 100% de sua frota até 2030, assim como de desenvolver novas ofertas e soluções comerciais que promovam eficiência energética. No ano passado, a companhia aprovou em Chamada Pública da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) projetos que representam um investimento de cerca de R$ 50 milhões, via fundo de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento), recursos próprios e parceiros.

Imagem de Mateus Badra
Mateus Badra
Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal