14 de abril de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 13,1GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 28,4GW

Energia solar é adotada em 14% dos pequenos negócios, aponta Sebrae

Levantamento destaca ainda que 74% das micro e pequenas empresas implementaram o controle do consumo de energia

Autor: 25 de novembro de 2022Indicadores
3 minutos de leitura
Energia solar é adotada em 14% dos pequenos negócios, aponta Sebrae

Sebrae destaca que as micro e pequenas empresas estão adotando práticas sustentáveis. Foto: Freepik

Os donos de pequenos negócios no Brasil estão mais conscientes sobre a necessidade de adotar ações ligadas à sustentabilidade. Um levantamento feito pelo Sebrae, em parceria com o IBGE, mostra que a energia solar é usada por 14% dos pequenos empreendimentos.

Ao todo, 74% das micro e pequenas empresas implementaram o controle do consumo de energia. Essa, que é a prática de sustentabilidade mais aplicada no universo das MPE, foi adotada até mesmo por microempreendedores individuais, com a adesão de 71% desse público.

Os dados revelados mostram que existe uma preocupação das MPE também com outros aspectos, como o controle no consumo da água (que é observado por 65% das companhias), na gestão do consumo de papel (praticada por 62%) e na separação para a coleta seletiva de lixo (implementada em 55% das micro e pequenas empresas).

Para Carlos Melles, presidente do Sebrae, tais números confirmam que essa temática não é mais uma simples tendência, mas sim uma preocupação que entrou definitivamente no dia a dia da gestão dos pequenos negócios.

“Seja pela pressão dos consumidores, que estão cada vez mais atentos às práticas ambientais e sociais das empresas, seja pela necessidade de reduzir os custos de operação, a sustentabilidade se impõe agora como uma das principais missões de quem empreende”, destacou.

Apesar desses avanços, o levantamento relata que as pequenas empresas precisam amadurecer outras práticas sustentáveis relevantes. O aproveitamento da água da chuva, por exemplo, ainda é feito por uma minoria das MPE (9%).

Fábrica de massas aposta em solar

Quando se mudou com a família para Cuiabá, em Mato Grosso, a administradora de empresas Silvia Biasoli não queria ficar parada. Incentivada pelo filho, ela resolveu apostar no mercado de massas. Em 2016 nascia a La Matriciana, fábrica de massas artesanais.

No primeiro momento, a empresária adequou a própria casa para a fabricação dos produtos. Um ano depois, a empresa cresceu com a ampliação do espaço para a construção de uma câmara fria e sala de descanso para os colaboradores, aquisição de novos equipamentos e máquinas.

Ao longo do tempo, várias inovações foram sendo adotadas de olho no meio ambiente. Com orientação de consultores do Centro Sebrae de Sustentabilidade, Silvia trocou os freezers por uma câmara fria e implantou energia fotovoltaica.

“Embora a câmara fria seja cara, a médio e longo prazo acaba economizando. Foram ações indiscutivelmente úteis para a empresa, pois já tivemos uma melhoria econômica em relação à câmara fria e depois com as instalações das placas solares a conta de luz zerou no primeiro mês”, ressaltou.

“O valor a pagar foi só dos impostos, bem baixo. Hoje, com o aumento da tarifa, chegamos a ter uma despesa de um quarto do que pagaríamos antes”, concluiu.

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020. Atualmente, é Analista de Comunicação Sênior do Canal Solar e possui experiência na cobertura de eventos internacionais.