Escolas de Campo Grande terão ar-condicionado e energia solar a partir de 2024

Investimentos fazem parte do pacote de R$ 134 milhões do município para implementação de melhorias na educação
Escolas de Campo Grande terão ar-condicionado e energia solar a partir de 2024
Foto: Reprodução/PMCG

A Prefeitura de Campo Grande (MS) lançou, na noite desta segunda-feira (20), um pacote de R$ 134 milhões para a realização de melhorias na área da educação.

Entre elas está a instalação de sistemas de energia solar e de aparelhos de ar-condicionado em todas as unidades da rede municipal de ensino.

Também estão previstos a construção de 166 novas salas de aula, a abertura de 6,6 mil novas vagas para novos alunos em 2024 e a contratação de mais de 300 professores. 

A Prefeitura afirma que trata o pacote de investimentos como uma evolução de 16 anos em 16 meses na área da educação. 

Conforme os dados apresentados, serão instalados módulos fotovoltaicos tanto em solo quanto nos telhados das escolas municipais. 

As usinas de solo contarão com 2,6 MWp, com uma previsão do Poder Público de economizar mais de R$ 182 milhões em 25 anos. 

Já os sistema fotovoltaicos instalados nos telhados terão, ao todo, potência de 3,7 MWp e a economia promete ser de mais de R$ 257 milhões ao longo de toda vida útil dos equipamentos. 

Com isso, a economia total estimada por Campo Grande com os sistemas de energia solar é de mais R$ 439 milhões ao longo dos próximos 25 anos. 

Imagem de Henrique Hein
Henrique Hein
Atuou no Correio Popular e na Rádio Trianon. Possui experiência em produção de podcast, programas de rádio, entrevistas e elaboração de reportagens. Acompanha o setor solar desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal