Especialistas destacam importância da integração do diesel com solar

Profissionais do setor elétrico debatem tema durante webinário promovido pelo Canal Solar
3 minuto(s) de leitura
17-06-21-canal-solar-Especialistas destacam importância da integração do diesel com solar
Muitos clientes estão apostando na solução híbrida

Devido ao atual preço elevado, vale a pena ter o gerador a diesel? Essa pergunta, ultimamente, tem gerado algumas reflexões para quem atua no mercado fotovoltaico. 

Como resposta, muitos clientes estão apostando em uma solução híbrida: diesel + solar, que traz benefícios econômicos e ambientais para o empreendimento.

Esta é a análise de especialistas do setor que, durante participação no webinário promovido pelo Canal Solar na última terça-feira (15), destacaram a importância da integração dessas duas fontes e elencaram os motivos para a realização de tal investimento.

Saiba mais: Brasil recebe o 1º pivô do mundo acionado exclusivamente por energia solar

“Um MWh de energia com gerador a diesel está custando, por baixo, R$ 800. Ou seja, tarifa de 80 centavos por kWh. Porém, pode chegar a muito mais, em torno de R$ 1,20, R$ 1,30 –​ mais alto, inclusive, que tarifas de muitas distribuidoras”, disse Mateus Vinturini, especialista em sistemas fotovoltaicos. 

“Normalmente, quem está com [um sistema a] diesel é porque era a única solução que tinha no passado. Mas hoje quem puder fazer o solar trabalhar com o diesel para, assim, conseguir economizar, faz muito sentido, dado o alto preço”, apontou.

“Portanto, se você instala solar para compensar uma conta de eletricidade que custa 90 centavos por kWh, consequentemente terá muito mais benefícios”, concluiu Vinturini. 

Saiba mais: Sistemas híbridos solar-diesel

Mauricio Ritter, que trabalha no suporte técnico da SolarEdge, também comentou sobre o assunto e lembrou os outros custos que o diesel tem, como as despesas com transporte e manutenção. 

“Por que integrar então um sistema fotovoltaico com geradores a diesel? Primeiro, para reduzir o consumo de combustível, bem como os custos operacionais e ter uma segurança contra aumento do valor do combustível”, enfatizou, acrescentando que o diesel pode ser integrado ainda com outras fontes de energia renovável. 

Aplicações do gerador a diesel 

Outro ponto ressaltado por Ritter ao longo do webinário é sobre as aplicações do gerador a diesel, que podem ser divididas em duas categorias principais: “uma é o back-up, ou seja, utilizado esporadicamente em situações de falha da rede elétrica”.

“Qual a recomendação para esse caso? Quando você usa só de forma esporádica, recomendamos desconectar o inversor quando o gerador entrar em operação”, explicou.  

“Agora, se for um caso de otimização de custos, utilizado diariamente ou com muita frequência, a sugestão é realizar o gerenciamento de geração do inversor”, finalizou o especialista. 

Imagem de Mateus Badra
Mateus Badra
Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal