27 de maio de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.99GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 10,7W

Galvão Bueno e outras celebridades investem em energia solar

Assim como grande parte da população, famosos apostam na tecnologia como alternativa de sustentabilidade e economia

Autor: 14 de fevereiro de 2021Brasil
Galvão Bueno e outras celebridades investem em energia solar

A instalação de sistemas fotovoltaicos há um bom tempo tem se tornado uma opção recorrente na vida dos brasileiros e, a cada ano que se passa, cada vez mais pessoas investem no setor com o objetivo de economizar e ajudar o meio ambiente. 

É neste contexto que diversos famosos também vêm aderindo à ideia de gerar a sua própria energia por meio da fonte solar. Entre eles, está o narrador Galvão Bueno. 

Ele explica que como possui uma casa grande e que consome bastante energia, viu com bons olhos a possibilidade da instalação de um sistema fotovoltaico em sua residência. “Fiquei impressionado com a praticidade e velocidade com que trabalham e, no meu caso específico, aqui no meu telhado até que ficou bonito”, disse.  

Galvão destacou também que pretende usar a tecnologia em outros locais além da sua residência. “Eu trabalho com o agronegócio. Tenho uma fazenda de criação de gado de raça angus e tenho a vinícola da Bueno Wines. O projeto está andando para instalação nessas propriedades”, comentou. 

“Atender o Galvão para nós da Solarprime, além da responsabilidade que permeia todos os nossos projetos, foi uma grande diversão. Ver ele e a família, todos empolgados com o funcionamento do sistema e com a economia na conta de luz, foi uma satisfação enorme”, disse Raphael Brito, fundador da Solarprime, empresa responsável pela instalação do sistema na casa do narrador.  

Quem também investiu no setor é o cantor sertanejo Michel Teló, que há pouco mais de dois anos decidiu instalar a tecnologia em sua residência. 

Na época, ele afirmou em sua conta no Instagram que sempre teve interesse na geração distribuída, e que desde que se tornou pai carrega a responsabilidade de cuidar do meio ambiente para as futuras gerações.

Quem também investiu na fonte solar foi Bruno Gagliasso. O ator, conhecido por defender causas sociais e sustentáveis, anunciou em seu Instagram que começaria a usar a energia fotovoltaica para abastecer sua residência. 

Na semana passada, o ator voltou às redes para dizer que está construindo, na região serrana do Rio de Janeiro, um rancho movido a energia solar. 

Além de Galvão Bueno, Michel Teló e Bruno Gagliasso, outras figuras conhecidas do grande público também já instalaram o sistema em suas propriedades, como as atrizes Ísis Valverde e Aline Wirley e os atores Igor Rickli, Dudu Azevedo e Rafael Cardoso. 

Segundo a ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), o Brasil atingiu neste ano a marca de 500 mil unidades consumidoras de geração distribuída. 

Deste total, mais de 70% dos sistemas estão instalados em residências. Ainda de acordo com a entidade, enquanto alguns setores da economia tiveram dificuldades no ano passado devido à pandemia, a instalação de painéis solares cresceu 70%, gerando 7,5 GW, quase metade da hidrelétrica de Itaipu. 

Henrique Hein

Henrique Hein

Atuou como repórter no jornal Correio Popular e na Rádio Trianon. Possui experiência em produção de podcast, programas de rádio, entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Acompanha o setor de energia solar fotovoltaica, cobrindo as editorias de Mercado e Tendências; Negócios e Empresas; Cases e Bastidores da Política.

2 comentários

  • joao humberto sumere disse:

    Instalei em casa um conjunto de 2,76 kWp – 8 modulos de 345 Wp. Produz em media 360,0 kWh. Em mais ou menos cinco anos paga o investimento se o governo não alterar as regras. Minha conta era da ordem de 350 reais. Depois oscila entre 100 e 150 reais. No minimo economia de 200 reais / mes. Paguei 12.500 reais todo o conjunto instalado. Em duas vezes – uma entrada e outra no fim da instalação e troca do relógio ( que pasme demorou muiiitttoo mais que todo o trabalho de instalação ). Conta com base no minimo de economia: 200 x 12 = 2.400. 12.500 / 2.400 = 5,20 anos. Como tem meses que a diferença aumenta 5 anos é um bom horizonte.

  • Valter Araujo disse:

    Que legal, eu instalei aqui em casa um sistema de 240kwh/mês funciona melhor do que o esperado, pago o mínimo da concessionária… Em 4 anos o sistema se paga. É o futuro

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.