GD solar atinge a marca de 6 GW em potência instalada

Potência instalada da fonte solar praticamente dobrou no Brasil em menos de um ano

A GD (geração distribuída) de energia solar acaba de bater a marca de 6 GW de potência instalada no Brasil. É o que aponta o levantamento feito pelo Canal Solar, com base em dados da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Atualmente, são cerca de 652,7 mil UCs (Unidades Consumidoras) recebendo créditos de mais de 518,5 mil usinas fotovoltaicas, instaladas em 5.328 municípios. 

A região com maior potência é a Sudeste, com 2,18 GW, seguida pela Sul, com 1,32 GW, e pela Nordeste, com 1,15 GW. Já as regiões Centro Oeste e Norte possuem 1,01 GW e 0,34 GW, respectivamente. 

Entre as classes de consumo, a residencial ocupa o primeiro lugar no ranking, com 2,45 GW de potência instalada. Em segundo lugar está a classe comercial, com 2,17 GW, seguida da rural, com 0,8 GW.

O levantamento também apontou que Minas Gerais é o estado brasileiro que mais produz energia solar até o momento, com 1,06 GW em potência. Atualmente, o estado possui mais de 93,9 mil unidades geradoras e cerca de 127,7 mil unidades consumidoras recebem crédito.

Logo atrás aparecem São Paulo e Rio Grande do Sul, com 0,75 GW  e 0,74 GW em potência instalada, respectivamente. Os paulistas contam com mais de 81,4 mil sistemas fotovoltaicos e cerca de 94,6 mil UCs recebendo créditos, enquanto que os gaúchos possuem 71,2 mil usinas solares em funcionamento e pouco mais de 88,7 mil UCs.

Energia solar em ascensão

A marca histórica de 6 GW em GD solar apenas reforça o crescimento astronômico do setor, que viu sua potência instalada praticamente dobrar em menos de um ano, conforme os dados da ANEEL.

As estatísticas mostram que o Brasil possuía apenas 3,4 GW em junho do ano passado e evidenciam que o crescimento da fonte fotovoltaica tem ocorrido de maneira exponencial.

Foram 2,6 GW em GD solar gerados nos últimos onze meses, por meio de sistemas instalados em residências, comércios, zonas rurais, entre outras. Em outubro de 2020, a barreira dos 4GW foi batida e, cinco meses depois, em março de 2021, a dos 5 GW.

Imagem de Henrique Hein
Henrique Hein
Atuou no Correio Popular e na Rádio Trianon. Possui experiência em produção de podcast, programas de rádio, entrevistas e elaboração de reportagens. Acompanha o setor solar desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal