4 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Genyx realiza visitas estratégicas a Chint, Solis e Hoymiles

A empresa acompanhou os processos fabris e discutiu estratégias para o mercado brasileiro

Autor: 24 de maio de 2023Parcerias
3 minutos de leitura
Genyx realiza visitas estratégicas a Chint, Solis e Hoymiles

Ida às companhias compreendeu em acompanhar os processos na fabricação dos equipamentos

Com o objetivo de estreitar o relacionamento com fornecedores e verificar a qualidade dos produtos do seu portfólio, a Genyx, ecossistema do setor de energia solar, esteve presente na última semana nas fábricas de inversores da Chint e da Solis e da unidade fabril de microinversores Hoymiles, localizadas na China.

“A visita na Chint, na Solis e na Hoymiles foram muito agradáveis. O pessoal é super aberto a novidades e em querer desenvolvê-las. Eles anseiam por inovações e buscam se diferenciar para que tenham destaque no mercado brasileiro. Foram duas visitas bem estratégicas”, relatou André Hipólito, diretor de Produtos e Tecnologia da Genyx.

Segundo ele, essa ida às companhias compreendeu em acompanhar os processos na fabricação dos equipamentos, além de discutir estratégias de vendas para o mercado brasileiro.

“A visita é um encontro global de distribuidores de todo mundo, dessa visita vieram pessoas de todo lugar do mundo Estados Unidos, México, Brasil, Europa e Ásia. Gostamos de visitar nossos parceiros para discutirmos sobre posicionamento no mercado, tanto no Brasil quanto na China. Essas visitas agregam porque eles têm bastante experiência no mundo, visto que lidam com tudo quanto é tipo de mercado de sistema energético diferente do Brasil”, comenta Hipólito.

O diretor de Produtos e Tecnologia da Genyx também disse que o encontro também foi oportuno para explanar sobre as necessidades do setor solar no Brasil. “Trouxemos bastante novidade para nossos parceiros, como posicionamento de mercado da Genyx, para eles entenderem qual é o nosso modelo de negócio e como pensamos a expansão da energia solar no Brasil”, relatou.

Ainda de acordo com ele, a presença da Genyx nas fábricas visa também aproximar os integradores às marcas com as quais atuam. “A visita aqui é muito mais do que o aprendizado. Ela visa aproximar o integrador do fabricante porque a informação que está com o fabricante eu tenho como missão passar para o integrador para que tudo ocorra bem com a instalação, porque quero que ele seja um melhor instalador”, pontuou.

Hipólito ainda comentou que os fabricantes “que não apostaram no Brasil se arrependeram agora e estão loucos para fazer negociação com o Brasil”. Isso ocorre, segundo ele, porque o Brasil, juntamente com países da Europa e os EUA, têm demandado a produção de equipamentos fotovoltaicos.

Outro ponto destacado por ele é que o mercado chinês é um grande laboratório para validar aplicações que serão trazidas, em breve, para o mercado brasileiro, como as baterias.

“No mercado europeu, a demanda de bateria tem sido alta e isso é muito benéfico para nós porque o Brasil terá essa demanda em breve e aproveitamos o resultado dos estudos feitos pelos fabricantes no mercado europeu”, avaliou.

A Genyx, assim como outras empresas brasileiras, viajou para a China para participar da SNEC PV Power Expo, maior feira do país sobre energia. O evento será realizado no Shanghai International Convention Center de 24 a 26 maio 2023 apresentando as novidades de empresas de China e internacionais relacionadas aos setores de energia.

Ericka Araújo

Ericka Araújo

Head de jornalismo do Canal Solar. Apresentadora do Papo Solar. Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT e o Prêmio FEAC de Jornalismo.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.