1 de julho de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5.09GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 11,3W

Governo publica decreto que cria novas perspectivas para fontes renováveis

Esses projetos, além de contribuir para a manutenção de nossa matriz elétrica ambientalmente limpa (hoje com 83%)

Autor: 8 de junho de 2020outubro 4th, 2020Brasil
Governo publica decreto que cria novas perspectivas para fontes renováveis

O setor de energia renovável ganhou um novo impulso no Brasil. O Governo Federal publicou, em edição extra do DOU (Diário Oficial da União) da última sexta-feira (5), o Decreto 10.387 que dispõe sobre incentivo ao financiamento de projetos de infraestrutura com benefícios ambientais e sociais.

As medidas, chamadas “debêntures verdes”, criam condições mais favoráveis à obtenção de financiamento para construção de usinas fotovoltaicas e usinas movidas a resíduos sólidos urbanos, bem como centrais geradoras eólicas e pequenas centrais hidrelétricas.

De acordo com o MME (Ministério de Minas e Energia), isso significa que, nos próximos dez anos, podem ser implantados no país mais de 8 mil MW em novas usinas solares, mais de 25 mil MW em novas centrais geradoras eólicas e mais de 3 mil MW em novos projetos de pequenas centrais hidrelétricas.

“Esses projetos, além de contribuir para a manutenção de nossa matriz elétrica ambientalmente limpa (hoje com 83%) e garantir sua sustentabilidade, vai atrair investimentos de mais de R$ 170 bilhões até 2029, gerando milhares de empregos. Investimentos que promoverão o desenvolvimento e a qualidade de vida em todas as regiões onde esses empreendimentos serão instalados, beneficiando a todos os brasileiros”, disse o MME.

Além disso, as medidas vão viabilizar as usinas que geram energia a partir do lixo, possibilitando reduzir a contaminação do solo e das águas provocada pelos mais de 2.500 “lixões” ainda ativos no Brasil. “Estima-se que o aproveitamento energético dos resíduos sólidos urbanos poderá, da mesma forma que nas demais fontes renováveis, trazer investimentos da ordem de R$ 5 bilhões”, concluiu o MME.

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de dois anos, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.