27 de maio de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.99GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 10,7W

Hospital Universitário da UFRJ ganha sistema fotovoltaico em fachada

O prédio do HUCFF (Hospital Universitário Clementino Fraga Filho), da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), em breve vai receber um sistema fotovoltaico em fachada.A instalação, que deve ser finalizada e começar a...
Autor: 22 de novembro de 2021novembro 23rd, 2021Artigos
Hospital Universitário da UFRJ ganha sistema fotovoltaico em fachada

Sistema no hospital irá gerar 148,2 MWh por ano. Foto: Marco Brandt / Assessoria de Imprensa HUCFF

O prédio do HUCFF (Hospital Universitário Clementino Fraga Filho), da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), em breve vai receber um sistema fotovoltaico em fachada.

A instalação, que deve ser finalizada e começar a operação já em dezembro deste ano, utiliza 430 módulos monocristalino de 400W e três inversores de 50 kW. Para a estrutura de fixação, foi utilizada a de aço inoxidável e feita sob medida.

“É a mesma utilizada para fixação de granitos e mármores em fachada, pois ela precisa suportar a ação de ventos e o próprio peso dos módulos”, explica Sérgio Beninca, diretor presidente da Kyoservice, responsável pelo projeto e instalação do sistema fotovoltaico.

O sistema gerará 148,2 MWh por ano. Apesar de não suprir toda a demanda energética do edifício, a usina instalada ajudará a reduzir o consumo e aumentar a eficiência energética.

Projeto em fachada do sistema fotovoltaico em fachada

A decisão pelo sistema fotovoltaico em fachada, conta Beninca, se deu por escolha do cliente. “Existe a intenção de analisar o desempenho dele com esse tipo de instalação e comparar com outros modelos fotovoltaicos que a UFRJ já possui”. Atualmente, o campus já possui sistemas em solo, telhado e carport.

Beninca destacou ainda que este tipo de instalação é mais desafiador. “Muito mais do que em telhado e em solo, porque tem que ser feito sobre o andaime e a fixação na parede é bem mais difícil. Além da instalação, a preparação também é mais complicada, pois a infraestrutura necessária para instalar é a mesma usada para reformar um prédio, por exemplo”.

Fachada do Hospital Universitário da UFRJ ganha sistema fotovoltaico

Sistema de fachada é boa opção quando não há área de telhado disponível. Foto: Paulo Hirota Hideo

No projeto, a Kyoservice precisou considerar o desvio em relação ao norte, visto que a fachada está em uma inclinação de 90 graus. “Essa diferença de inclinação e azimute afeta a geração diária, porque durante parte do dia não há sol nesta fachada, que está orientada para oeste”.

“O maior desafio do projeto de instalação com certeza é o trabalho em altura, pois temos que trabalhar dentro do andaime de até 60 metros. Com isso, temos que manter o alinhamento das estruturas mesmo em um andaime que fica balançando”, exemplifica Paulo Hideo Hirota, CEO da RWI Energia Sustentável na filial em São Paulo, empresa parceira da Kyoservice na instalação do sistema.

“Como são poucos os projetos de fachada executados, não encontramos as estruturas à pronta entrega. Portanto, tivemos que encomendar de acordo com a nossa necessidade de fixação”, reforça Hirota, sobre a estrutura personalizada.

Profissional instalando painéis solares na fachada do Hospital Universitário da UFRJ

Sistema em fachada do Hospital Universitário será entregue e entra em operação já em dezembro. Foto: Paulo Hirota Hideo

Apesar de mais desafiadora, a instalação de sistema fotovoltaico em fachada pode ser uma boa opção para o cliente. “A instalação em fachadas deve ser escolhida quando há limitações para instalação no telhado e não há uma área suficiente para tal. Ela ainda pode ser feita como quebra sol, quando viável”, completa Beninca.

UFRJ e energia solar

Um dos objetivos com a nova instalação do sistema fotovoltaico é a que a Cidade Universitária da UFRJ atinja o posto de campus com maior uso de energia solar do Brasil.

Instituído por decreto estadual do Rio de Janeiro, o Fundo Verde de Desenvolvimento e Energia coordena projetos de desenvolvimento sustentável na Cidade Universitária para melhorar, por exemplo, o uso energético, buscando produção a partir de fontes alternativas.

“Entre as tecnologias de geração energética hoje disponíveis no mercado, os sistemas fotovoltaicos são os que melhor se encaixam no perfil da UFRJ, seja pela eficiência do sistema ou no quesito manutenção”, explica Bruno Allevato, coordenador técnico do Fundo Verde.

“O projeto já instalou sistemas fotovoltaicos em três formatos diferentes no campus: em solo, como cobertura de estacionamento e em telhados. A instalação na fachada do HUCFF é uma quarta possibilidade de instalação. Nesse conceito, a UFRJ, por meio do Fundo Verde, vem buscando divulgar e aproximar tecnologias de geração energética para o corpo social da universidade e sociedade em geral”, esclarece Allevato.

saj-electric
Aline Guevara

Aline Guevara

Atuou como repórter para a VEJA Campinas, a editora Top.co e a revista Viva Saúde. Possui experiência como apresentadora, produção de vídeo, entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Acompanha o mercado fotovoltaico desde 2021. Jornalista graduada pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.