21 de fevereiro de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,8GW

Impulsionada pela fonte solar, geração de energia no país ultrapassa 180 GW

O marco foi alcançado após o início da operação comercial de 278,3 MW do complexo de usinas fotovoltaicas Alex

Autor: 3 de novembro de 2021novembro 23rd, 2021Brasil
2 minutos de leitura
Impulsionada pela fonte solar, geração de energia no país ultrapassa 180 GW

Segundo estudo divulgado pelo MME, a produção de energia solar deve chegar a 18 TWh em 2021

Com o início da operação comercial de 278,3 MW do complexo de usinas fotovoltaicas Alex, em Tabuleiro do Norte e Limoeiro do Norte (CE), o Brasil superou, no último sábado (30), a marca de 180 GW de potência para geração de energia elétrica.

Segundo a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), no mesmo dia, duas unidades geradoras de usinas eólicas foram liberadas para operação comercial, somando 8,4 MW.

O marco foi alcançado em menos de um mês após o país ter ultrapassado a marca de 11 GW de potência operacional da fonte solar em usinas de grande porte e em pequenos e médios sistemas instalados em telhados, fachadas e terrenos. 

Hoje, segundo dados da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), o segmento de GD (geração distribuída) conta atualmente com 7,33 GW de potência fotovoltaica instalada, enquanto que a GC (geração centralizada) opera neste instante com 4,47 GW em usinas solares.

Solar deve crescer mais de 60% em 2021

Estudo divulgado pelo MME (Ministério de Minas e Energia), no Boletim Mensal de Energia de agosto, apontou que a produção de energia solar deve chegar a 18 TWh em 2021, o que representa uma alta de 67% com relação aos 10,7 TWh verificados em 2020. Segundo o boletim, deste montante a GD terá o maior crescimento, gerando 10,8 TWh em 2021, contra 4,8 TWh em 2020, um aumento de cerca de 125%.

Complexo Solar Alex

O Complexo Solar Alex possui uma área de 830 hectares e, desde sua construção, já gerou mais de 4,5 mil empregos diretos e indiretos, segundo a Elera Renováveis, responsável pelo parque solar. O empreendimento é o primeiro parque solar da companhia a entrar em operação no Brasil. A empresa estima que investirá cerca de R$ 4 bilhões em novos projetos hídricos, eólicos e solares até 2023. 

Atualmente, a empresa está construindo aproximadamente 1,6 GW de capacidade instalada, o que a levará a um total de mais de 3,1 GW nos próximos anos. A Elera Renováveis integra a Brookfield Asset Management, uma gestora que está há mais de cem anos no mercado e possui mais de US$ 550 bilhões em ativos sob gestão, com 100 mil funcionários operacionais em 30 países.

Ericka Araújo

Ericka Araújo

Head de jornalismo do Canal Solar. Apresentadora do Papo Solar. Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT e o Prêmio FEAC de Jornalismo.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.