24 de outubro de 2021

Complexo solar gera cerca de 4 mil empregos no Ceará

De acordo com a Elera Renováveis, responsável pelo projeto, a usina instalada possui 360 MWp

Autor: 22 de setembro de 2021Projetos
Complexo solar gera cerca de 4 mil empregos no Ceará

O estado do Ceará aumentou significativamente a sua capacidade instalada de energia solar. Isso porque foi inaugurado neste mês, entre os municípios de Limoeiro do Norte e Tabuleiro do Norte, cerca de 230 km de Fortaleza, uma usina fotovoltaica de 360 MWp.

O projeto denominado Complexo Solar Alex gerou cerca de 1,3 mil empregos diretos e aproximadamente 2,5 mil indiretos. Destes, cerca de 70 postos de trabalho estão ligados à operação da planta.

De acordo com a Elera Renováveis, responsável pelo empreendimento, foram utilizados 810 mil módulos fotovoltaicos da Trina Solar – que irão gerar 7.733 MWh mensais. Ademais, possui 81 inversores da Sungrow, 9.009 trackers da Soltec e string boxes de 1.500 V da Proauto Solar. 

No total, a empresa investiu R$ 950 milhões para a construção da usina – que ocupa 830 hectares, área equivalente a mais de 800 campos de futebol. Deste montante, R$ 4,8 milhões foram destinados a iniciativas de ESG (Ambiental, Social e Governança). 

Entre elas, destaca-se a implantação de um sistema fotovoltaico que suprirá 100% do consumo mensal de eletricidade do Hospital Filantrópico Celestina Colares, em Tabuleiro do Norte, e proporcionará, consequentemente, uma economia de R$ 10 mil para a instituição.

módulos trina complexo alex

O Complexo Solar Alex utilizou 810 mil módulos fotovoltaicos da Trina Solar

Mais sobre o Complexo Solar Alex

Além dos recursos próprios aportados, o complexo contou com um financiamento no valor de R$ 448 milhões junto ao Banco do Nordeste, complementado com uma captação de R$ 250 milhões junto ao mercado de capitais.

Outro ponto enfatizado é que a energia do projeto foi vendida no mercado regulado por meio de participação em leilão. “O Complexo Alex é o primeiro parque solar da Elera Renováveis a entrar em operação. Além de ter capacidade de gerar eletricidade para quase 1 milhão de residências, o mesmo contribui para o desenvolvimento social e ambiental da região”, destacou Fernando Mano, CEO da Elera Renováveis.

“Alex se junta a um dos maiores parques fotovoltaicos do Brasil, o Complexo Janaúba (MG), que vamos concluir em 2022 com capacidade instalada de 1,2 GWp. Quando os dois estiverem em funcionamento, a empresa terá mais de 3,1 GW em operação com fontes solares, hídricas, eólicas e biomassa”, completou Mano. 

Para Renan Garcia, coordenador da Proauto Solar, o projeto Alex é o maior case de sucesso da companhia. “Contribuímos para uma usina com um altíssimo padrão de tecnologia e qualidade, tornando referência para o mercado de geração fotovoltaica do Brasil”, destacou.

“Fornecemos todas as string boxes de 1.500 V com monitoramento via Wi-Fi, proporcionando assim aos gestores da planta, por meio de um sistema supervisório, a possibilidade de monitorar em tempo real a geração dos seus mais de 27 mil arranjos e, com isso, otimizar ao máximo a geração de energia e corrigir possíveis falhas em tempo recorde”, ressaltou. 

“Fomos responsáveis também por prover a importante conexão de potência entre as string boxes e inversores centralizados, por meio dos nossos conectores bimetálicos – totalizando quase 10 mil conexões”, finalizou.

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de um ano, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

2 comentários

Comentar