2 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Longevidade dos inversores em um sistema fotovoltaico

Afinal, quanto tempo de vida útil tem os equipamentos que compõem um sistema de energia solar?

Autor: 30 de abril de 2021Notícias
2 minutos de leitura
Longevidade dos inversores em um sistema fotovoltaico

Em 2016, Wanda Martins investiu em um sistema fotovoltaico para sua residência, sendo uma das primeiras moradoras de Maringá a apostar na energia solar.

Hoje, cinco anos depois da instalação, o investimento feito já foi recuperado com a economia obtida na conta de luz.

“Quando fiz a instalação fotovoltaica em casa, em 2016, ainda pouco se falava disso. Não havia muitos exemplos ou garantia de que a aquisição valeria a pena”, conta Wanda.

O projeto de 12,24 kWp, desenvolvido pela Platão Energia, incluiu 48 módulos de 255W, um inversor Fronius Symo 12 kW e custou cerca de R$ 70 mil. 

Leia mais: Energia solar gera economia anual de R$ 12 mil na conta de luz

Assim como Wanda, centenas de brasileiros têm investido na fonte fotovoltaica visando reduzir a conta de energia. Atualmente, o país conta com 5,35 GW de potência instalada em GD (geração distribuída).

O grande atrativo é a longevidade que os equipamentos que compõem um sistema fotovoltaico possuem. “Quando bem instalado é composto por bons equipamentos, o sistema tem vida útil de pelo menos 25 anos, o que significa dizer que é possível obter pelo menos 20 anos de lucro com este tipo de instalação”, destaca Diogo Martins Rosa, diretor executivo da Platão Energia.

Quando o assunto é longevidade, o engenheiro Franz Ammersdorfer é destaque. Há mais de 23 anos, ele conta com um sistema fotovoltaico com o inversor Fronius Sunrise.

Engenheiro Franz Ammersdorfer e o inversor Fronius Sunrise

“Na época, o inversor era um protótipo. O acordo era que, assim que fosse para a produção em série, eu teria um modelo de produção em série”, conta. Porém, segundo Ammersdorfer, não foi preciso trocar o equipamento. “O inversor está funcionando desde o 1º dia e eu não tive um único problema com isso”.

Hoje, mais de duas décadas depois, o engenheiro está usando sua energia solar para abastecer toda a sua casa, além de investir em um transporte sustentável. “Comprei um veículo elétrico, que posso carregar com minha própria eletricidade produzida a partir do sol”, acrescentou.

Ericka Araújo

Ericka Araújo

Head de jornalismo do Canal Solar. Apresentadora do Papo Solar. Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT e o Prêmio FEAC de Jornalismo.

Um comentário

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.