21 de fevereiro de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,8GW

LONGi entrega 477 MW de módulos Hi-MO 4 para Sol do Sertão

O projeto possui área de mais de 700 hectares e está localizado em Oliveira dos Brejinhos (BA)

Autor: 5 de agosto de 2021agosto 9th, 2021Brasil
2 minutos de leitura
LONGi entrega 477 MW de módulos Hi-MO 4 para Sol do Sertão

A fabricante LONGi finalizou a entrega de 477 MW de painéis Hi-MO 4 para o complexo fotovoltaico Sol do Sertão. A planta da Essentia Energia, do grupo Pátria Investimentos, foi conectada à rede elétrica nacional e entrou em operação em 19 de julho de 2021. 

O projeto conta com uma área de mais de 700 hectares e está localizado em Oliveira dos Brejinhos (BA), município a cerca de 600 km da capital do estado. 

Ao todo são 1.075.200 de módulos Hi-MO 4 de alta eficiência implantados na planta. Além disso, a usina conta com mais de cem inversores Sungrow e possui rastreadores da STI Norland. Durante a construção da usina, foram criadas aproximadamente 1,5 mil oportunidades de emprego direto para os habitantes da cidade.

“A LONGi está muito satisfeita com a parceria com a Essentia Energia para desenvolver projetos solares no Brasil”, comentou Dennis She, vice-presidente sênior da LONGi Solar. “O comissionamento da usina solar contribui não apenas para a recuperação da economia e do emprego local, mas também para o desenvolvimento de energias renováveis ​​no Brasil e na América Latina”, acrescentou. 

Segundo a fabricante, em comparação com uma usina solar policristalina convencional, os painéis solares monocristalinos LONGi Hi-MO4 economizarão cerca de 0,2 yuan a cada watt (R$ 0,16 a cada watt) em custos de BOS que, quando combinados com as vantagens duplas de ganho de geração de energia e atenuação média anual de menos de 0,55%, reduz o LCOE e aumenta o ROI para o proprietário do projeto.

Particularidade do projeto

A região onde a usina está localizada chega a registrar temperaturas acima de 40 °C. Segundo Ricardo Alonso, diretor de Engenharia da Sungrow, os inversores fornecidos pela empresa para este projeto atendem a necessidade do projeto, que é de produzir a mesma energia em elevadas temperaturas, devido à sua tecnologia de refrigeração. 

“Nossos inversores podem trabalhar em condições severas sem perda de produtividade, produzindo a mesma energia em elevadas temperaturas como 45 °C”, esclarece o engenheiro. Alonso ainda destaca que esta especificidade do equipamento garante o retorno do investimento sem perda na rentabilidade do projeto.

“Os equipamentos quando dimensionados, são pensados para o deserto ou regiões completamente isoladas. Ter um produto que resiste aos mais diversos ambientes a longo prazo resulta em ganhos aos investidores devido ao baixo custo com manutenção”, conclui.

Ericka Araújo

Ericka Araújo

Head de jornalismo do Canal Solar. Apresentadora do Papo Solar. Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT e o Prêmio FEAC de Jornalismo.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.