1 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Meyer Burger se prepara para fechar fábrica de módulos na Alemanha

Companhia afirmou que a decisão final será tomada até a segunda quinzena de fevereiro

Autor: 18 de janeiro de 2024Mundo
3 minutos de leitura
Meyer Burger se prepara para fechar fábrica de módulos na Alemanha

Fábrica de módulos. Imagem meramente ilustrativa.

A Meyer Burger, fabricante global de equipamentos e insumos para indústria solar, anunciou nesta quarta-feira (17) em teleconferência com investidores que pretende encerrar a produção de uma das maiores instalações de fabricação de módulos solares na Europa, a planta de Freiberg, na Alemanha.

A previsão é que o fechamento ocorra já no início de abril de 2024, afetando aproximadamente 500 funcionários. No entanto, a decisão final deverá ser tomada até a segunda quinzena de fevereiro.

Segundo a empresa, a falta de medidas para criar condições de concorrência com equipamentos chineses dificulta a continuidade da operação.

As plantas de células solares em Thalheim, na Alemanha, e de pesquisa e desenvolvimento na Suíça não serão afetadas, pois estas continuarão a apoiar os negócios da companhia fora da Europa.

A Meyer Burger ainda declarou que pretende focar seus esforços no mercado norte-americano, que segue sendo mais atraente para fabricantes locais de energia solar.

“O mercado dos EUA provou ser propício a uma indústria solar doméstica próspera, que beneficia de uma base de custos estável, acordos de compra fixos e níveis de preços atrativos. Os esquemas de apoio governamental, como a Lei de Redução da Inflação (IRA), aumentaram ainda mais o potencial de mercado existente”, declarou em nota.

O CEO da companhia, Gunter Erfurt, explicou a estratégia. “Nos EUA, podemos aproveitar ao máximo a nossa posição de liderança tecnológica, resultando num interesse substancial por parte dos parceiros e apoiado por políticas industriais favoráveis”.

A empresa disse que tem 5,4 GW em acordos de compra nos Estados Unidos e um potencial de gerar um EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) de cerca de 250 milhões de francos suíços em 2026.

“Somos capazes de desenvolver um negócio rentável, proporcionando uma perspectiva positiva para os nossos acionistas. A expansão dos negócios nos EUA está atualmente a decorrer conforme planeado, com o arranque da nossa unidade de produção de módulos solares na Goodyear, com início previsto para o segundo trimestre de 2024”, disse Erfurt.

Sobre a fábrica na Alemanha, a empresa disse que está aberta a discussões com as autoridades locais. No caso de encerramento, os cargos de engenharia, tecnologia, gestão da cadeia de abastecimento e algumas outras funções críticas terão a opção de se transferir para outras unidades da Meyer Burger.


Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

Wagner Freire

Wagner Freire

Wagner Freire é jornalista graduado pela FMU. Atuou como repórter no Jornal da Energia, Canal Energia e Agência Estado. Cobre o setor elétrico desde 2011. Possui experiência na cobertura de eventos, como leilões de energia, convenções, palestras, feiras, congressos e seminários.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.