Copa América e Olimpíadas usam solar para consumo mais sustentável

Competições esportivas internacionais investiram em projetos de eficiência energética
3 minuto(s) de leitura
Copa América e Olimpíadas usam solar
Mercedes-Benz Stadium nos EUA possui 4 mil módulos. Imagem: Mercedes-Benz/Reprodução

A Copa América 2024, que está sendo realizada nos Estados Unidos, tem impressionado pela estrutura dos estádios. A competição promete ser um marco não só no futebol, mas também na sustentabilidade e eficiência energética

No total, a energia solar está abastecendo sete dos 14 estádios da 48ª edição do torneio, organizado pela Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol). O evento tem previsão de término no dia 14 de julho e conta com a participação de 16 países. 

Confira os estádios da Copa América que possuem sistemas fotovoltaicos instalados.

  • Mercedes-Benz Stadium (Atlanta, 71 mil torcedores): inaugurado em 2017, possui 4 mil módulos fotovoltaicos;
  • Arrowhead Stadium (Kansas City, 76,4 mil torcedores): inaugurado em 1972, o estádio conta com 308 painéis solares;
  • Q2 Stadium (Austin, 20,7 mil torcedores): inaugurado em 2021, o empreendimento conta com 134 módulos;
  • MetLife Stadium (East Rutherford, 82,5 mil torcedores): inaugurado em 2010, abriga 1.350 painéis solares.
  • NRG Stadium (Houston, 72 mil torcedores): inaugurado em 2002, possui quase 600 módulos fotovoltaicos e oferece terminais de recarga de carros elétricos;
  • Bank of America Stadium (Charlotte, 74,5 mil torcedores): inaugurado em 1996, conta com mais de 5,8 mil painéis;
  • Levi’s Stadium (Santa Clara, 68,5 mil torcedores): inaugurado em 2014, possui mais de 1.150 módulos.

Olimpíadas de Paris

As Olimpíadas de Paris, que começarão no dia 26 de julho e foram anunciadas como as mais sustentáveis da história, também não ficaram de fora e investiram em projetos ecologicamente corretos. 

Os organizadores afirmam que as emissões de gases de efeito estufa serão reduzidas pela metade em comparação com as edições mais recentes. Para alcançar esse objetivo, estão implementando várias medidas, como a ampliação dos espaços para bicicletas e a substituição dos geradores a diesel, amplamente utilizados em eventos esportivos

Vila dos Atletas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Paris 2024. Imagem: Drone Press/Sennse

Além disso, a Vila dos Atletas funciona com energia 100% renovável, com painéis solares instalados no topo dos prédios. “Ao construir esses edifícios, fomos cautelosos quanto à nossa pegada de carbono e utilizamos muitos materiais naturais”. 

“Todos os prédios têm menos de 20 metros de altura, possuem madeira nas fachadas e muitas vezes nas estruturas e pisos”, destacou Yann Krysinski, gerente de operações da Solideo.

A Solideo (sigla para Société de Livraison des Ouvrages Olympiques, ou Empresa de Entrega de Obras Olímpicas, em tradução livre para o português) foi a responsável pela entrega da Vila após trabalhar em parceria com o Comitê Organizador Paris 2024.

“A utilização da energia solar é a mais eficiente para a neutralização de CO2 em eventos, contribuindo significativamente para torná-los mais sustentáveis. Em primeiro lugar, a solar é atualmente a fonte de menor custo de geração e a menos poluente. Além disso, a fonte pode ocorrer próxima ao local de consumo, como estádios e outros locais de eventos, o que minimiza os investimentos em infraestrutura de transmissão, como equipamentos e torres”, destacou Marciliano Freitas, CEO da Desperta Energia.

“Outro ponto importante é que a tecnologia de reciclagem dos equipamentos solares já está bem desenvolvida, e a manutenção necessária é mínima. Isso permite um cálculo eficiente da neutralização de CO2, utilizando metodologias amplamente conhecidas e aceitas. Portanto, a energia solar se destaca como a forma mais eficiente de geração de energia para eventos sustentáveis, atendendo às necessidades de energia com menor impacto ambiental”, concluiu.

Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

Imagem de Mateus Badra
Mateus Badra
Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal