17 de abril de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 13,1GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 28,5GW

MME altera cronograma de três leilões de energia previstos para 2022

Leilões de Energia A-6, de Suprimento aos Sistemas Isolados e para Contratação de Reserva de Capacidade não serão mais realizados

Autor: 14 de setembro de 2022Setor Elétrico
2 minutos de leitura
MME altera cronograma de três leilões de energia previstos para 2022

Foi alterado o cronograma dos três leilões

O MME (Ministério de Minas e Energia) alterou o cronograma de três leilões de energia, que estavam previstos para acontecerem ainda em 2022.

O primeiro deles é o Leilão A-6, que não será mais realizado em virtude da ausência de declaração de necessidade de compra de energia elétrica por parte das distribuidoras de energia.

“Essa ausência de demanda decorre, em grande parte, das medidas em curso patrocinadas pelo MME para modernização do setor. Entre elas estão a proposta de abertura do mercado de energia, a expansão da geração distribuída e a descotização das usinas da Eletrobras”, destaca o Ministério.

O segundo certame que não será mais realizado neste ano é Leilão para Suprimento aos Sistemas Isolados, sob a justificativa de que os déficits de suprimento de energia levantados pela EPE (Empresa de Pesquisa Energética) e publicados no “Planejamento do Atendimento aos Sistemas Isolados, Horizonte 2022/2026 – Ciclo 2021”, não foram suficientes para a indicação de um leilão para contratação de novas soluções de suprimento para 2022.

“Assim, nesses sistemas, o MME irá priorizar ações que promovam, a priori, a redução de perdas, possibilitando o atendimento, por compensação, do montante de energia proveniente dos pequenos déficits previstos”, destaca a Pasta.

Já o Leilão para Contratação de Reserva de Capacidade, na forma de potência, também não será realizado em 2022, porque o MME informou que segue elaborando, em conjunto com a EPE e o ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico), estudos para viabilizar um certame que estimule a concorrência entre as fontes primárias de geração de energia e permita a  contratação de soluções de armazenamento.

“Dentre os objetivos dos estudos, destacam-se a melhoria da quantificação do requisito de potência do SIN (Sistema Interligado Nacional) a ser atendido pelo leilão e o aperfeiçoamento da quantificação da potência com que cada fonte possa contribuir à segurança do SIN. Ressalta-se que o documento de requisitos será publicado oportunamente para consulta pública”, pontua o MME.

Henrique Hein

Henrique Hein

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como repórter do Jornal Correio Popular e da Rádio Trianon. Acompanha o setor elétrico brasileiro pelo Canal Solar desde fevereiro de 2021, possuindo experiência na mediação de lives e na produção de reportagens e conteúdos audiovisuais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.