27 de junho de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5.08GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 11,2W

MME divulga cronograma de leilões de energia até 2023

O governo publicou duas portarias que estabelecem o calendário para os próximos anos

Autor: 10 de dezembro de 2020Setor Elétrico
MME divulga cronograma de leilões de energia até 2023

O MME (Ministério de Minas e Energia) publicou, nesta terça-feira (08), duas portarias que estabelecem os cronogramas de leilões para contratação de energia elétrica até 2023.

Por meio da Portaria n° 435, foi estabelecido o cronograma para realização dos leilões de Energia Nova. Em 2021, irão ocorrer os “A-3” e “A-4” em junho, e os “A-5” e “A-6” em setembro.

Já em 2022 e em 2023, a previsão é a de realização dos leilões do tipo “A-4” nos meses de abril e os “A-6” em setembro de cada ano.

De acordo com o governo, também constam nessa Portaria os tipos de empreendimentos que poderão participar dos leilões de Energia Nova a serem promovidos no ano de 2021. As fontes contempladas em cada certame são as mesmas dos anos anteriores.

Portaria n° 436

Com relação aos leilões definidos mediante a Portaria n° 436, serão promovidos, em 2021, os de Energia Existente, “A-4” e “A-5” em junho, e “A-1” e “A-2” em dezembro – ambos iriam acontecer, inicialmente, em 2020.

Em breve, segundo o MME, as diretrizes desses certames serão alteradas e contemplarão a reabertura de cadastro para habilitação técnica de empreendimentos, a ratificação ou a retificação das declarações pelos agentes de distribuição.

Já em 2022 e em 2023, a expectativa é a de realização dos leilões “A-1” e “A-2 em dezembro de cada ano.

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de dois anos, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.