2 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Moradores de regiões remotas do Pantanal terão acesso à energia elétrica 

Programa “Ilumina Pantanal” pretende valorizar a atividade econômica e melhorar a qualidade de vida dos habitantes

Autor: 2 de março de 2021março 5th, 2021Brasil
3 minutos de leitura
Moradores de regiões remotas do Pantanal terão acesso à energia elétrica 

A Energisa e o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul anunciaram, na manhã desta terça-feira (2), o início da universalização do programa Ilumina Pantanal, que levará, ainda neste ano, energia elétrica para cerca de cinco mil pessoas que vivem em áreas de difícil acesso e que ainda não contam com o serviço à disposição.

A iniciativa prevê abastecer 90 mil km² do bioma até o final de 2022, o equivalente aos territórios da Holanda e Dinamarca juntos. Ao todo, a ligação de energia elétrica será feita em 2.167 propriedades isoladas nos municípios de Aquidauana, Corumbá, Coxim, Ladário, Miranda, Porto Murtinho e Rio Verde de Mato Grosso.

Desse montante, 77 equipamentos receberão o modelo tradicional de transmissão de eletricidade, enquanto os demais 2.090 serão por sistema solar.  Somente neste ano, serão 1,3 mil unidades instaladas, enquanto as outras 867 serão fixas em 2022.  “Não terá custo de instalação para os proprietários, que pagarão apenas uma tarifa social todos os meses pelo uso, uma média de R$ 30”, disse Reinaldo Azambuja, governador de Mato Grosso do Sul.

O projeto Ilumina Pantanal, que começou a ser discutido em 2014 e já passou por duas fases de estudos, conta com investimentos de R$ 134 milhões. “Na primeira fase, estudamos quais seriam os impactos sociais, ambientais e econômicos do projeto. Depois, na fase dois, buscamos a melhor tecnologia para atender às necessidades da população. Hoje, estamos lançando o projeto”, disse Marcelo Vinhaes, diretor-presidente da Energisa Mato Grosso do Sul.

Para Jaime Verruck, secretário estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, a chegada da tecnologia nessas comunidades, além de trazer mais qualidade de vida para os habitantes, também será útil para fomentar o turismo e as atividades dos produtores locais, como agropecuária e pesca. “Estamos atingindo 100% do Pantanal, atendendo comunidades ribeirinhas e produtores rurais de toda a região, duas populações extremamente importantes”.

Ainda de acordo com ele, a opção pela instalação de mais de 2 mil painéis solares foi tomada com o intuito de minimizar os impactos ambientais na região. “O modelo escolhido, que é o da energia fotovoltaica, tem o menor impacto ambiental e é o mais adequado de ser levado a toda a região pantaneira, que conta com muitas áreas de difícil acesso”.

Cronograma

A partir de julho, a maioria das unidades consumidoras atendidas terão instalados microssistemas individuais de geração solar fotovoltaica e armazenamento da energia excedente em baterias. Dessa forma, o fornecimento de eletricidade limpa e ininterrupta aos clientes fica garantido mesmo durante a noite e em dias chuvosos ou nublados, quando há pouca incidência da luz solar. Os habitantes receberão instruções de como usufruir da energia de maneira correta.

Henrique Hein

Henrique Hein

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como repórter do Jornal Correio Popular e da Rádio Trianon. Acompanha o setor elétrico brasileiro pelo Canal Solar desde fevereiro de 2021, possuindo experiência na mediação de lives e na produção de reportagens e conteúdos audiovisuais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.