27 de maio de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5.02GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 10,7W

NGK investe R$ 2 milhões em nova usina solar

Empresa pretende ampliar em 36% o abastecimento da unidade com geração de energia solar

Autor: 8 de abril de 2022abril 14th, 2022Notícias
NGK investe R$ 2 milhões em nova usina solar

O projeto faz parte de uma das iniciativas com o Ecovison 2030, programa global da empresa. Foto: NGK

A NGK, multinacional japonesa especialista em sistemas de ignição de alta tecnologia, anunciou hoje o investimento de R $2 milhões para instalação de uma nova usina solar dentro de sua fábrica em Mogi das Cruzes (SP). 

O projeto faz parte de uma das iniciativas com o Ecovison 2030, programa global da empresa que estabelece metas de resposta às mudanças climáticas. 

Com o investimento, a empresa busca ampliar o abastecimento da unidade de Mogi das Cruzes, possibilitando um aumento da capacidade de geração de energia em 36%. 

Segundo Eduardo Tsukahara, diretor gerente da empresa, a usina solar vem sendo utilizada pela empresa como uma alternativa para solucionar desafios energéticos globais, uma vez que a energia solar provém de fonte limpa e renovável.

Leia mais:

Como fazer um fechamento de vendas capaz de gerar novos negócios?

Prorrogação de benefícios vinculados ao ICMS incidente sobre a GD

“No período de um ano, a NGK deixou de emitir aproximadamente 104 toneladas de CO2, o que corresponde ao plantio de 645 árvores por ano”, afirma Tsukahara.

Instalado em março de 2021, a NGK já detém o maior sistema fotovoltaico da região do Alto Tietê,  que é composto por cerca de 3 mil módulos e 10 inversores, ocupando dois hectares do terreno da fábrica. 

“A NGK está cada vez mais preocupada com a preservação do meio ambiente e busca colaborar com a sustentabilidade de suas operações”, conclui Tsukahara. 

Outras iniciativas sustentáveis

Além da geração própria de energia solar, a NGK reprocessa 90% de seus resíduos (12 toneladas por mês) e recicla 70% da água utilizada por meio de uma estação de tratamento de efluentes da própria fábrica. 

“Essas duas iniciativas também são consideradas parte importante desse esforço da empresa, que visa promover o crescimento sustentável em todas as suas atividades no Brasil com a redução dos impactos ambientais e o aumento da produtividade”, finaliza Tsukahara.

Sofia Pontes

Sofia Pontes

Possui experiência em redação e edição de matérias jornalísticas, além de produção de podcast. Graduanda em Jornalismo na Pontifícia Universidade Católica de Campinas e Bolsista Iniciação Científica da FAPESP.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.