23 de abril de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 13,4GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 28,6GW

Nova queda de energia em SP deixa 16 bairros sem luz e afeta circulação do Metrô

Falha em subestação também atrapalhou a circulação de veículos, com semáforos apagados e mais de 270 km de lentidão

Autor: 16 de fevereiro de 2024Setor Elétrico
3 minutos de leitura
Nova queda de energia em SP deixa 16 bairros sem luz e afeta circulação do Metrô

Linhas do Metrô de SP operaram com maior tempo de parada nas plataformas. Foto: X/Reprodução

Os problemas envolvendo quedas de energia parecem não ter mais fim no Brasil, sobretudo na Região Metropolitana de São Paulo – que voltou a registrar falhas no fornecimento para a população na manhã sexta-feira (16). 

Ao todo, 16 bairros ficaram sem luz na capital paulista, nas zonas Oeste, Sul e Central da cidade, em locais como Paraíso, Moema, Itaim Bibi, Brooklin e Butantã. Partes das cidades de Embu das Artes e Taboão da Serra também foram afetadas.

A queda de energia também atrapalhou a circulação de transportes. Às 8h45 da manhã, a cidade de São Paulo acumulava mais de 270 km de vias com lentidão.

Na Avenida Paulista, agentes da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) atuaram em cruzamentos que estavam com semáforos apagados.

Algumas linhas do Metrô, como a 2-Verde e a 5-Lilás, também foram impactadas e precisaram operar com velocidade reduzida e maior tempo de parada nas plataformas. Passageiros relataram ter havido superlotação nas estações pelas redes sociais.

Em comunicado oficial, a Enel, distribuidora de energia em São Paulo, afirmou que uma ocorrência em uma subestação ISA CTEEP, que fornece energia para a concessionária, provocou a interrupção do fornecimento de energia. 

A distribuidora destacou que a ocorrência foi observada às 07h59 e restabelecida em cerca de três minutos para a maior parte dos clientes atingidos.

A empresa também disse que normalizou o serviço em todas as regiões às 8h12 após a retomada do abastecimento pela ISA CTEEP.

Quedas de energia

Essa foi apenas mais uma interrupção no serviço de energia elétrica registrada em São Paulo em um curto espaço de tempo.

Na noite de terça-feira de Carnaval (13), moradores de várias regiões da capital paulista e da região metropolitana sofreram um apagão, devido às chuvas que atingiram a área.

A cidade sofreu com rajadas de vento, pontos de alagamentos e quedas de árvores. Na quarta-feira de cinzas (14), vários bairros ainda estavam sem acesso à energia elétrica.

No dia 8 de janeiro deste ano, tempestades também deixaram moradores sem acesso à energia por mais de 17 horas em diversos bairros.

Contudo, o caso de maior gravidade ocorreu no dia 3 de novembro de 2023, quando um temporal deixou mais de 2 milhões de pessoas sem energia elétrica em São Paulo e em cidades da região metropolitana.

A Enel foi duramente criticada porque o apagão persistiu por mais de cinco dias para milhares de pessoas, o que provocou perda de alimentos refrigerados e danificação de eletrodomésticos de clientes.

O prefeito Ricardo Nunes (MDB) chegou a cogitar o cancelamento do contrato da Prefeitura com a empresa e a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) precisou intervir com aplicação de uma multa de R$ 165 milhões à distribuidora.

Em meio a todos esses problemas, quem tem ficado “tranquilo” com relação à falta de luz em São Paulo são os consumidores com soluções em baterias, uma vez que esse tipo de solução armazena a energia excedente gerada para o uso posterior sem deixar o consumidor preso à rede da distribuidora.

Brasileiros com soluções em baterias vivem “vida normal” durante apagões


Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

Henrique Hein

Henrique Hein

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como repórter do Jornal Correio Popular e da Rádio Trianon. Acompanha o setor elétrico brasileiro pelo Canal Solar desde fevereiro de 2021, possuindo experiência na mediação de lives e na produção de reportagens e conteúdos audiovisuais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.