14 de abril de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 13,1GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 28,4GW

Presidência da COP 28 pressiona por metas para triplicar renováveis até 2030

Solar e eólica devem responder por cerca de 90% dos acréscimos de capacidade de energia renovável, aponta relatório

Autor: 31 de outubro de 2023Transição energética
3 minutos de leitura
Presidência da COP 28 pressiona por metas para triplicar renováveis até 2030

Líderes mundiais se reuniram para acelerar a transição energética. Foto: Reprodução

A Presidência da COP 28, a IRENA (Agência Internacional de Energia Renovável) e a GRA (Aliança Global Renovável) publicaram, nesta segunda-feira (30), um relatório conjunto pressionando os líderes mundiais a aumentar a capacidade global de energia renovável para pelo menos 11.000 GW até 2030.

Essa meta representa uma das mais importantes alavancas para o avanço da transição energética nesta década. Segundo o documento, que foi apresentado durante a Cúpula Pré-COP 28, realizada em Abu-Dhabi, a energia solar e a eólica devem responder por cerca de 90% dos acréscimos de capacidade de energia renovável.

O relatório indicou cinco recomendações concretas e urgentes para os formuladores de políticas em cada uma das áreas a seguir:

  1. Infraestrutura e operação do sistema;
  2. Política e regulamentação;
  3. Cadeias de suprimentos, habilidades e capacidades;
  4. Finanças; e
  5. Colaboração internacional.

Do lado da demanda, as melhorias na eficiência energética serão fundamentais. A taxa anual global de melhoria da intensidade energética precisaria dobrar até 2030 em relação ao nível atual no cenário de 1,5°C da IRENA, ajudando a conter o crescimento do consumo final global de eletricidade sem comprometer o fornecimento de serviços de energia.

“Triplicar a implantação da geração de energia renovável e duplicar a eficiência energética estão entre as alavancas mais importantes para reduzir as emissões de gases de efeito estufa. Apelo agora a todos para que se unam, se comprometam com objetivos comuns e tomem medidas nacionais e internacionais abrangentes para tornar as nossas ambições uma realidade”, disse Sultan Al Jaber, presidente da COP 28.

Cúpula Pré-COP 28 realizada em Abu-Dhabi. Foto: Reprodução

Cúpula Pré-COP 28 realizada em Abu-Dhabi. Foto: Reprodução

Francesco La Camera, diretor-geral da IRENA, acrescentou que a missão é tão clara quanto urgente: “Precisamos de uma ação concertada para triplicar a capacidade de energia renovável. Isto inclui abordar urgentemente as barreiras sistémicas profundamente enraizadas nas infraestruturas, políticas e capacidades institucionais decorrentes da era dos combustíveis fósseis”.

“Estas medidas proporcionarão sistemas elétricos mais limpos, abrirão o acesso à energia a preços acessíveis e proporcionarão empregos verdes e limpos a milhões de pessoas. A rápida expansão das renováveis ​​exigirá que os decisores políticos trabalhem em conjunto com a indústria e a sociedade civil para implementar urgentemente as ações facilitadoras deste relatório – infraestruturas e operação do sistema; política e regulamentação; e cadeias de abastecimento, competências e capacidades”, ressaltou Bruce Douglas, CEO da Global Renewables Alliance.

Sobre o relatório

O texto detalha as deficiências existentes, identifica os principais facilitadores e fornece recomendações importantes sobre os meios para atingir as metas de energia renovável e eficiência energética.

Oferece ainda novas informações sobre a perspectiva do setor privado, acrescentando recomendações muito mais concretas em nível de base sobre o incentivo à flexibilidade nos sistemas de energia, acelerando o licenciamento, reforçando as cadeias de suprimentos, o uso da receita de impostos sobre lucros inesperados e mecanismos de precificação de carbono, entre outros.

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020. Atualmente, é Analista de Comunicação Sênior do Canal Solar e possui experiência na cobertura de eventos internacionais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.