26 de maio de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.99GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 10,7W

Projeto que estimula uso da energia solar é destaque em relatório internacional

Road Show Huawei Solar circula pelo país levando cursos de qualificação para a população desde o ano passado

Autor: 9 de março de 2022Brasil
Projeto que estimula uso da energia solar é destaque em relatório internacional

iniciativa tem o apoio de entidades e empresas do setor solar. Foto: Governo de SP/Divulgação

O projeto Road Show Huawei Solar, que circula desde o ano passado por 15 estados brasileiros, oferecendo capacitação gratuita em instalação de sistemas de energia solar à população, foi um dos destaques do relatório do Future Fund – um fundo internacional que visa contribuir para minimizar os impactos das mudanças climáticas no mundo. 

A iniciativa, cujo principal patrocinador é a Huawei, tem o apoio da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo (SIMA), da ABGD (Associação Brasileira de Geração Distribuída) e de outras empresas do mercado de energia solar.

Nela, uma unidade móvel totalmente adaptada para cursos de qualificação, com sala de aula, espaço para workshops e uma casa com cozinha e lavanderia, abastecida por um sistema de microgeração distribuída on-grid e off-grid real, tem levado cursos básicos sobre instalação de sistemas fotovoltaicos para os municípios. 

O curso teve início em maio do ano passado, com cursos de 8 horas de duração sobre noções básicas de regulamentação de geração distribuída de energia elétrica, dimensionamento preliminar de projetos solares fotovoltaicos, segurança e qualidade das instalações e vendas. A expectativa é capacitar mais de 2 mil pessoas ao longo do trajeto, que previa um circuito de 12 meses na estrada. 

Ao todo, o projeto tem três objetivos: conscientizar a população sobre a importância de usar fontes renováveis para a geração de energia; qualificar, com uma sala de aula itinerante, profissionais interessados na instalação de sistemas fotovoltaicos e levar conhecimento para regiões de difícil acesso. 

Leia também:

Huawei e Ecori firmam acordo para parceria de equipamentos fotovoltaicos

Energia solar é parte da solução para evitar novas crises hídricas, avalia ministro

O fundo internacional destacou em seu relatório que o projeto não apenas contribui para os planos de recuperação econômica durante a pandemia e a geração de empregos verdes, mas também se alinhou às metas estabelecidas na Política Estadual de Mudanças Climáticas do Estado (PEMC) visando cumprir o Acordo de Paris e as campanhas Race to Zero e Race to Resilience, ambas da Organização das Nações Unidas (ONU) e das quais alguns estados brasileiros já aderiram, como São Paulo.  

“O Governo do Estado de São Paulo reconhece e agradece os governos financiadores do Future Fund por acreditarem neste importante projeto, que proporcionou conhecimento e capacitação à população de uma das regiões mais vulneráveis do Estado de São Paulo e contribuiu para o aumento das oportunidades de emprego e geração de renda no setor de energia renovável”, disse o governador João Doria.

“Buscamos não apenas renovar a matriz energética, que já é 62% renovável, mas estimular a população paulista quanto à importância da adoção de ações ambientalmente mais responsáveis e que possam refletir positivamente também na própria economia”, destacou o secretário estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido. 

Henrique Hein

Henrique Hein

Atuou como repórter no jornal Correio Popular e na Rádio Trianon. Possui experiência em produção de podcast, programas de rádio, entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Acompanha o setor de energia solar fotovoltaica, cobrindo as editorias de Mercado e Tendências; Negócios e Empresas; Cases e Bastidores da Política.

4 comentários

  • Jonh disse:

    Bom dia ,gostaria de saber onde encontro equipamentos para que eu possa revender em minha cidade e onde encontro curso on-line

  • Zilma Silva disse:

    Poderia ter um desconto pra quem optar pela energia solar, pois já é um investimento alto e ainda tem que pagar a tarifa mais cara.

  • Osmar Antônio Vilas Boas disse:

    Boa tarde Henrique.
    Tudo bem ?
    Como sempre suas reportagem muito boas . Excelentes.
    Mas eu gostaria de saber da possibilidade de vc fazer uma reportagem sobre o regulamento da posição dos relógios de entrada nas casas.
    Pelo menos aqui em São Paulo.
    A ANEEL está rejeitando muito este quesito .
    E a maioria das casas não tem espaço paa colocar o relógio virado para fora.
    Teria como vc obter este informação em sua reportagem?
    obrigado

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.