19 de agosto de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5,61GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 12,3W

Próximos leilões de energia solar em junho/2019 prometem bons resultados

Com a nova mudança proposta para o leilão de junho deste ano a fonte solar ganha status de igualdade com as demais fontes

Autor: 19 de abril de 2019outubro 3rd, 2020Brasil
Próximos leilões de energia solar em junho/2019 prometem bons resultados

Em junho deste ano ocorrerá um novo leilão de energia A-4 no Brasil. Uma novidade será apresentada ao mercado com novos tipos de contratos, diferentes daqueles realizados nos leilões anteriores. Os novos contratos serão por quantidade de energia e não por disponibilidade, segundo informações da ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar). Os ânimos do mercado estão otimistas com essa nova mudança, que deve ser muito positiva para o setor solar.

O modelo de contratação de energia por quantidade era tradicionalmente empregado com a fonte hidráulica e depois passou a ser também adotado para a geração eólica, tendo sua estreia no leilão A-6 ocorrido no país em 2018. Com a crescente maturidade do setor solar no Brasil, o modelo agora se estende para a fonte fotovoltaica.

No modelo de contratação por quantidade são realizados contratos financeiros nos quais o gerador realiza uma oferta de energia em R$/MWh e assume o risco pela entrega da quantidade de energia contratada.

Em contrapartida, no modelo de contratação de energia por disponibilidade o gerador é remunerado em R$/MWh para permanecer disponível, sendo o risco de indisponibilidade de energia assumido pelo comprador. O primeiro modelo é mais favorável à inserção da fonte energética no mercado, pois reduz os riscos dos compradores.

Com a nova mudança proposta para o leilão de junho deste ano a fonte solar ganha status de igualdade com as demais fontes e compete de forma mais equilibrada no mercado, além de ganhar a possibilidade de participar de todos os demais leilões que virão pela frente.

Canal Solar

Canal Solar

Equipe de Engenharia do Canal Solar

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.