18 de agosto de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5,61GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 12,3W

Quais critérios observar ao comprar um módulo fotovoltaico?

Thiago Mingarelli, consultor de sistemas fotovoltaicos da Amara-e, responde essa questão

Autor: 11 de junho de 2022julho 29th, 2022Canal Responde
Quais critérios observar ao comprar um módulo fotovoltaico?

Módulo fotovoltaico. Foto: Envato Elements

Thiago Mingarelli, consultor de sistemas fotovoltaicos da Amara-e:

“O primeiro critério que a gente recomenda que seja verificado na escolha de um módulo é se esse equipamento atende às certificações do setor. Certificações Inmetro e certificações IEC são pré-requisitos básicos para que a gente comece a considerar a utilização do módulo em nosso sistema. Este é o primeiro ponto.

Além disso, recomenda-se que sejam buscados na internet relatórios de empresas credenciadas, que emitam relatórios anuais ou periódicos que atestam a qualidade da empresa e do produto. 

Além disso, a gente recomenda que sejam buscados fabricantes que investem em pesquisa e desenvolvimento, que estejam sempre buscando inovações dos módulos, novas tecnologias, aprimoramento do processo de fabricação, e com isso consigam otimizar e melhorar a eficiência do produto. 

A gente sempre busca produtos mais eficientes, para conseguir entregar a melhor relação custo-benefício ao cliente. Sempre falamos da questão do LCOE [custo nivelado da energia], e de buscar o produto mais eficiente, que em geral não é necessariamente o mais barato.

Por fim, um outro ponto muito importante a ser analisado são os coeficientes de temperatura do módulo. 

Nós encontramos módulos que são similares em STC (condições padrão de teste), mas sabemos que no dia a dia esses módulos não vão trabalhar nessas condições, pois as temperaturas reais de operação vão variar muito.

É importante que a gente analise se nessas condições reais de operação, diferentes daquelas mostradas no datasheet (folha de dados), esse produto vai ter um desempenho satisfatório.

Para isso, contamos com o auxílio de softwares como PVSol, Solergo e PVsyst, nos quais conseguimos fazer uma simulação, levando em conta todos os parâmetros, incluindo a variação de temperatura com esses coeficientes, durante toda a vida útil do sistema”. 

Canal Solar

Canal Solar

Equipe de Engenharia do Canal Solar

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.